Cadastro de áreas cultivadas de soja deve ser feitos junto a Adapec até o próximo dia 22

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) alerta os produtores rurais que cultivam soja sequeiro, para ficarem atentos ao prazo de cadastro das áreas produtoras que encerra no próximo dia 22 de janeiro. O prazo para cadastro teve início no dia 1º de outubro, e conforme a Agência poucos sojicultores realizaram o cadastro até o momento.

O responsável técnico pelo Programa Estadual de Controle da Ferrugem Asiática, Cleovan Barbosa, destacou a importância do cadastro como um instrumento de controle da Ferrugem Asiática e outras pragas que acometem a soja, “por isso, é fundamental que o produtor informe a área plantada para que a Adapec faça o monitoramento de pragas nestas lavouras. Vale ressaltar que o cadastro é obrigatório e quem deixar de fazer sofrerá sanções previstas em lei,” alertou Cleovan.

Para realizar o cadastro, o sojicultor deve procurar o escritório da Adapec do município onde está a área plantada e preencher o formulário, ou se preferir, acessar o site http:/adapec.to.gov.br/vegetal/, preencher as informações e entregar na Agência. O produtor deverá ainda emitir o DARE (Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais) no site: www.sefaz.to.gov.br, e efetuar o pagamento para finalizar o cadastro.

Janela de plantio

Também encerra no próximo dia, 15, o prazo da janela de plantio da soja sequeiro no Tocantins para a Safra 2020/2021, que teve início no dia 1º de outubro.

De acordo com a Adapec, a calendarização do plantio de soja, visa contribuir no controle de pragas, promovendo o retardamento da manifestação do fungo, e evitando assim, o plantio sucessivo da cultura, o que diminui o risco de resistência aos fungicidas disponíveis no mercado.