DIVULGAÇÃO PROÍBIDA: Pesquisa do instituto Skala é barrada na justiça

Publicidade

Publicidade

BASTIDORES

A equipe  jurídica do ex-prefeito de  Palmas e candidato ao governo do estado, Carlos Amastha (PSB) barrou divulgação de pesquisa do Instituto Skala, por irregularidades como a omissão do nome do ex-prefeito no questionário. Segundo os advogados do político a pesquisa teria direcionamento tendencioso a favor de outro candidato.

-- Publicidade --

O instituto é bastante conhecido em cidades do interior por recorrentes erros em suas divulgações, principalmente em eleições municipais. No Google é possível encontrar diversas pesquisas tendenciosas do Skala, cujos resultados nas urnas foram totalmente opostos aos resultados apresentados nas urnas.

Desta vez, se o “instituto” publicar a pequisa, a multa é de R$ 53,2 mil.