Estudantes de escolas públicas falam da alegria de serem aprovados nas instituições federais de ensino

Publicidade

A cada ano, a escola pública procura melhorar o ensino e a aprendizagem e o resultado disso, é o crescente número de alunos que estão sendo aprovados em instituições de ensino superior. O estudante Iego Sousa Pereira, 17 anos, cursou a 2ª e a 3ª séries do ensino médio no Centro de Ensino Médio Taquaralto. Ele foi aprovado no curso de Engenharia Elétrica, pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO).

Publicidade

Iego contou que aproveitou os estudos ministrados em sala de aula, sempre fez todos os exercícios recomendados e deu ênfase aos trabalhos realizados na escola. A gestora do CEM Taquaralto, Eliane Caetano Mendonça Silva, contou que o estudante Iego, estava sempre presente nas atividades que a escola realizou em 2019. “Ele é um aluno esforçado, nos dava sugestão para atividades e nos ajudava na escola”, revelou a gestora.

Iego explicou que foi aprovado no curso que desejava. Ele foi à escola agradecer a parceria e apoio de todos os professores. E destacou o trabalho realizado pela professora de Língua Portuguesa, Alcina Maria de Oliveira, que orientou sobre a produção de textos, lembrando as competências exigidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com isso, Iego alcançou a nota 940 na redação do Enem. “A professora tem um jeito próprio de ensinar, que desperta o nosso interesse”, frisou.

O estudante aproveitou o material disponibilizado pelo Governo do Estado, do programa #TONOENEM. “E quando estava em casa, aproveitei o tempo para estudar Matemática, resolvendo questões e respondendo apostilas”, revelou.

Estudante de escola pública, com poucos recursos para adquirir livros, Iego aproveitou todas as oportunidades que a escola ofereceu, alcançou uma boa nota no Enem e por maio do Sistema de Seleção Unificada – Sisu, conseguiu realizar o sonho de entrar na faculdade.

Aluno de Guaraí fala da busca pela excelência

O estudante Lindomar Rodrigues de Azevedo, 17 anos, foi aprovado no curso de Ciência da Computação, em terceiro lugar, na Universidade Federal do Tocantins (UFT), também pelo sistema do Sisu e em 1º lugar, no curso de Engenharia Civil, na Universidade de Guaraí. Ele cursou o ensino médio no Centro de Ensino Médio Oquerlina Torres, em Guaraí.

E este ano, ele foi convidado para fazer a abertura do ano letivo no CEM Oquerlina Torres, para contar a sua história. Ele destacou a vontade que os jovens devem ter para estudar desde a 1ª série do ensino médio. Ele deu dicas fundamentais para os estudantes que desejam ter sucesso na vida acadêmica e profissional.

“Eu não me contentava em tirar apenas a média, me esforçava para tirar a nota máxima, para atingir excelência na aprendizagem. Precisamos aprender a levar os estudos com seriedade e foco”, frisou. Lindomar destacou a excelência que as pessoas devem buscar em todos os aspectos da vida e contou que estudava com vontade de aprender e descobrir os novos horizontes que o estudo pode oferecer.

Além dessas conquistas, Lindomar foi medalhista de bronze na Olimpíada Brasileira de Astronomia.

#TONOENEM

A estudante Vitória de Sousa Almeida, 17 anos, que cursou o ensino médio no Colégio Estadual Nossa Senhora da Providência, na cidade de Lajeado, comemora a aprovação no curso de Gestão Pública, no IFTO.

Ela contou que aproveitou o material do programa #TONOENEM para tirar dúvidas e aprimorar o conhecimento. “Concluir o ensino médio e ir logo para a faculdade será muito bom, para não ficar parada e esse novo ciclo de estudos vai abrir novos horizontes e me preparar melhor para a vida”, afirmou.

___

Josélia de Lima/Governo do Tocantins

Publicidade