Não faz sentido que o governo destituído aumente despesas e renove contratos, diz Márlon Reis pré-candidato ao governo do estado

Publicidade

Publicidade

O portal Tocantins Agora entrou em contato por telefone na manhã desta terça-feira ,27, com o ex-magistrado, relator e idealizador da expressão “Ficha Limpa” Marlon Reis que é pré-candidato ao governo do Tocantins.

Nossa reportagem pediu a opinião de Reis sobre os últimos atos do governo cassado de Marcelo Miranda, que publicou na noite de ontem a renovação de quase 7 mil contratos temporários, muitos deles retroativos.

Márlon foi categórico ao afirmar que “Não faz sentido que o governo destituído aumente despesas e renove contratos. Tratam-se de medidas que precisam ser analisadas e, se necessário, adotadas pelo novo governo”. Disse.

-- Publicidade --

Perguntamos ainda se ele será candidato na eleição suplementar definida pelo Tribunal Superior Eleitoral como resultado da cassação de Miranda, o especialista em Direito Eleitoral e Partidário mais uma vez foi enfático;

Vou concorrer, sim, nas eleições convocadas em virtude da cassação de Marcelo Miranda. A sociedade terá a oportunidade de votar num projeto oposto aos padrões que governaram o estado até agora. Vamos estancar a sangria da corrupção e destinar os recursos poupados aos fins legais que se destinam

Tocantinense natural de Pedro Afonso, Márlon Jacinto Reis é advogado especialista em Direito Eleitoral e Partidário e com atuação nos Tribunais Superiores. É Doutor em Sociologia Jurídica e Instituições Políticas pela Universidad de Zaragoza.

É um dos idealizadores e redatores da Lei da Ficha Limpa, que impede a participação eleitoral de candidatos que tenham sofrido condenações criminais em âmbito colegiado. A lei, fruto de uma iniciativa popular, foi aprovada após a coleta de 1,6 milhões de assinaturas e a mobilização de outros milhões de brasileiros. A lei já barrou mais de 1.200 candidatos em todo o Brasil.