- Publicidade -

Dados da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) apontam que, no primeiro semestre deste ano, o Projeto de Recebimento Itinerante (RI) de embalagens vazias de agrotóxicos recolheu 11.469 embalagens, com o envolvimento direto de 367 pequenos produtores rurais, em 13 municípios, onde foram realizadas edições do projeto.

O projeto possui como público-alvo os pequenos produtores rurais da agricultura familiar, que, em muitos casos, não possuem condições de se deslocar até um posto de recebimento para fazer a devolução correta das embalagens. É realizado em uma parceria entre o Governo do Estado, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev), as associações de revendas, as prefeituras e os sindicatos rurais. Para o ano de 2018, foi definido que serão realizadas 20 edições do projeto em diversas regiões do Estado.

O presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha, comemorou o resultado alcançado neste primeiro semestre. “Empenhamos o máximo, junto com nossos parceiros, para atender os pequenos produtores rurais. Os resultados da devolução de embalagens vazias de agrotóxicos foram bastante satisfatórios, pois além de atender os agricultores, estamos retirando este passivo do meio ambiente”, ressaltou.

O responsável técnico pelo Programa Estadual de Agrotóxicos da Adapec, Juliano Milhomem, disse que o projeto voltará, no segundo semestre, com a realização de mais sete edições, em outras regiões. “No segundo semestre, atenderemos os municípios de Xambioá, Wanderlâdia, Santa Fé, Itacajá, Divinópolis, Barrolândia e Araguaçu”, revelou.

Cronograma de recebimento itinerante para o segundo semestre:

Dia 24 de agosto – Itacajá;

Dia 25 de agosto – Araguaçu;

Dia 12 de setembro – Wanderlândia;

Dia 14 de setembro – Divinópolis;

Dia 26 de setembro – Xambioá;

Dia 24 de outubro – Santa Fé.

Já o município de Barrolândia ainda terá a data definida.