Shows contratados pela Fundação Cultural de Palmas estão sob investigação, informa jornal

Publicidade

O promotor Adriano Cesar Pereira das Neves, titular da 28ª Promotoria de Justiça da Capital abriu inquérito para investigar contratações feitas pela Fundação Cultural de Palmas entre 2013 e 2015 com a empresa Celebrai Music Produções e Eventos, responsável pela Banda Tribali, para festivais musicais e gastronômicos na capital.

Publicidade

Publicidade

Conforme o promotor, um procedimento preliminar do órgão sobre os contratos banda “já foi suficiente para revelar fortes indícios de prática de atos de improbidade administrativa”. O caso que originou a apuração é um contrato de 2014, para a banda acompanhar 20 artistas regionais em 3 dias da 2ª Mostra Premiada de Música em 2015.

O promotor aponta que um dos investigados, identificado como Dennios Berg Sousa Santos, ao prestar depoimento no dia 23 de julho de 2019 levou a promotoria a levantar a suspeita de que “os mesmos atos de improbidade administrativa também se deram no ano de 2014”.

Com isso, a promotoria de Adriano se debruça sobre os seguintes contratos da banda Tribali para:

O 7º Festival Gastronômico de Taquaruçu em 2013 por R$ 24.000,00;

O 24º aniversário de Palmas, em 2013, por R$ 48.750,00; O projeto Cantares Tocantins, de 2013, por R$ 25.000,00.

A Mostra Premiada de 2014 por R$ 38.600,00;

O 25º aniversário de Palmas em 2014 por R$ 31.900,00;

*(Informações do Jornal do Tocantins)

Publicidade