Estudante de Escola Agrícola de Colinas realiza seu projeto de estudos na plantação de abacaxi da família

Foi na escola que o estudante Guilherme do Vale Sousa, 16 anos, encontrou mais motivação para desenvolver suas atividades no campo. Ele é aluno da Escola Família Agrícola Zé de Deus, de Colinas, que oferece o curso de Agropecuária integrado ao ensino médio. O aluno Guilherme nasceu na zona rural e é, atualmente, um dos principais responsáveis pela produção de 1,5 hectare de abacaxi.

O professor Césio Silva Pinto, responsável pela elaboração e gestão de projetos da unidade de ensino, explicou que na escola o estudante participa do Projeto Profissional Jovem (PPJ), que tem algumas etapas a cumprir. “No caso do estudante Guilherme, ele já ajudava a família no plantio e produção do abacaxi, então, ele não teve dificuldades em desenvolver o seu projeto, apenas aperfeiçoou a técnica e os conhecimentos básicos. Para o melhor desenvolvimento do plantio de abacaxi, ele contou com a ajuda de profissionais da disciplina fruticultura”, completou Césio.

A escola fornece orientação, dá suporte técnico, prático e teórico, para que o estudante continue desenvolvendo a atividade. Recentemente, uma equipe gestora e professores da área técnica visitaram a propriedade para verificar de que forma o aluno Guilherme tinha colocado em prática os ensinamentos adquiridos na escola.

Durante a visita, houve uma interação entre a escola e a família do aluno. Esta agradeceu todo o empenho da escola, para que Guilherme pudesse ter certeza de suas habilidades profissionais.

O estudante se identificou tanto com os temas abordados na escola que pretende cursar agronomia, no próximo ano, e, depois, fazer cursos de mestrado e doutorado na área. “A escola me ajudou em várias coisas e tudo o que aprendi com relação ao cultivo de plantas compartilhei com a minha família. E aumentou muito o meu conhecimento nessa área da agronomia, e a orientação dos professores foi muito importante no processo de preparo do terreno, do plantio, desenvolvimento e da colheita”, frisou.

Guilherme vem desenvolvendo o seu projeto profissional há um ano e oito meses. Ele também está atento quanto aos investimentos, mercados e transportes do produto até o destino final.

Publicidade

Publicidade

A escola

Equipe gestora e professores visitam o plantio de abacaxi de Guilherme

A Escola Família Agrícola Zé de Deus atende, atualmente, 197 estudantes. O diferencial é que a escola trabalha com a pedagogia da alternância, que é uma proposta educacional que promove a formação integral do jovem residente no meio rural. “É uma tentativa de efetuar uma política educativa para a população rural, promovendo o homem do campo, ao mesmo tempo em que difunde o desenvolvimento tecnológico, econômico e social”, explicou o diretor da escola, Severino Vieira de Sá Filho.

Como é uma unidade escolar rural, nesse período de ensino não presencial, a maioria dos estudantes são atendidos com roteiros de estudos impressos, que são entregues aos alunos e familiares por meio do transporte escolar, e a escola mantém a integração entre os alunos por meio das redes sociais e dos aplicativos de estudos.

Projeto Profissional do Jovem  

Este é um instrumento pedagógico utilizado pelas escolas da modalidade família agrícola, que tem como principal objetivo encaminhar o jovem para a profissionalização do trabalho rural, no sentido de melhorar a renda e qualidade de vida da família.

De acordo com o professor Césio, o PPJ ajuda os jovens a buscarem suas próprias soluções, sugestões ou resultados para a cultura ou produção que ele está inserido. Esse projeto também é um instrumento para a inserção do jovem no mercado de trabalho, é um projeto pedagógico e um componente curricular que permite a escola acompanhar e orientar as atividades dos estudantes no ambiente familiar.