Mutirões de cirurgias eletivas atendem mais 50 pacientes no Tocantins

A população foi atendida de 19 a 22 de maio, pelas equipes de Palmas, Porto Nacional, Augustinópolis, Miracema, Xambioá e Alvorada

Publicidade

Publicidade

“Estou sendo bem atendida aqui, com um tratamento ótimo, não tenho do que reclamar e graças a Deus e às ações do Governo do Tocantins eu consegui fazer minha cirurgia tão aguardada. Agora vou me recuperar e seguir minha rotina normal”. A declaração é da paciente Nalva da Silva Fonseca, moradora de Xambioá, a qual foi atendida no mutirão de cirurgias eletivas realizado, na cidade, no último final de semana.

Nalva é uma das 5.761 pessoas atendidas, em 2023, com procedimentos eletivos, realizados pelo Governo do Tocantins, nas unidades hospitalares geridas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO);  por meio de convênio com municípios e por meio de contratação de hospitais privados.  A intensificação das ações tem se dado por meio do Programa de Aprimoramento da Gestão Hospitalar (PAGH -Cirúrgico), conhecido como Ópera Tocantins, que incentiva as equipes dos hospitais estaduais a produzirem fora dos plantões.

De 19 a 22 de maio, 50 pacientes foram atendidos, pelo Opera Tocantins, nas seguintes unidades: Hospital Regional de Porto Nacional (HRPN), Hospital Geral de Palmas (HGP), Hospital Regional de Augustinópolis (HRAUG), Hospital Regional de Miracema (HRM), Hospital Regional de Xambioá (HRX) e no Hospital Regional de Alvorada (HRAL).

-- Publicidade --

“De 21 de outubro de 2021, até a segunda-feira, 22 de maio, 17.641 famílias já foram atendidas com cirurgias eletivas no Tocantins. Isso é resultado do empenho das equipes da Secretaria, que são comprometidas com o bem-estar da população. Aliado a isso, temos o suporte necessário, do governador Wanderlei Barbosa, que tem feito da saúde pública, uma prioridade da sua gestão e por determinação dele, seguiremos trabalhando para ampliar ainda mais este serviço, que faz a diferença na vida das pessoas e da economia, com uma população saudável, capaz de produzir”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Afonso Piva de Santana.

O suporte citado pelo gestor é sentido pelas gestões dos hospitais, como explica a diretora geral do HRM, Maria da Penha Bandeira. “Os sete procedimentos eletivos feitos na unidade foram realizados graças às condições que a Secretaria nos dá, com abastecimento do Hospital, com medicamentos e insumos necessários e o pagamento das equipes. Além disso, a  dedicação de todos os profissionais conta, pois é necessário alinhamento de uma equipe médica, de enfermagem, maqueiros, administrativos e limpeza hospitalar”.

O diretor do HRPN, Welson Pinto de Almeida, relatou que “o Opera Tocantins está funcionando muito bem na nossa unidade hospitalar, pois há mais de um mês, fazemos cirurgias em todos os finais de semana, onde estão contribuindo com as transformações na vida das pessoas. É muito gratificante fazer parte deste processo e vivenciar a felicidade dos pacientes”.

A felicidade citada pelo diretor é reiterada pela paciente, Rosilene Alves de Souza, de 40 anos, moradora do distrito de Luzimangues. “Desde 2015 vinha tentando realizar a cirurgia de histerectomia, e agora estou muito feliz e agradeço primeiro a Deus e todas as pessoas que colaboraram para esta conquista. Muito obrigada ao Governo do Tocantins, ao Secretário de Saúde e à equipe do hospital, onde estou sendo bem atendida, com profissionais humanos, acolhedores e competentes. Ocorreu tudo bem na minha cirurgia e tenho gratidão a todos”.