CFO e conselhos de todo o país se unem para cobrar de presidenciáveis valorização e investimentos em saúde bucal

Publicidade

Publicidade

Liderado pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO), movimento que une os conselhos regionais de todos os Estados do Brasil cobrará de candidatos à Presidência da República em outubro deste ano compromisso de, no exercício do cargo, garantir a valorização dos profissionais do setor e investimentos em saúde bucal, com aumento de oferta de serviços odontológicos no setor público.

Reunidos em Palmas entre quinta-feira, dia 30, e na sexta-feira, dia 31, durante Assembleia Conjunta do CFO com os CROs, os presidentes dos Conselhos Regionais de Odontologia (CROs) de todo o país decidiram elaborar a “Carta da Odontologia”, um documento que será enviado aos presidenciáveis para que se comprometam com as principais demandas do setor no país.

De acordo com o presidente do CFO, Juliano do Vale, o documento será encaminhado na próxima semana aos candidatos. A carta-compromisso terá, prioritariamente, quatro eixos principais que vão embasar as propostas: ampliação dos investimentos em saúde bucal e aumento das ofertas de serviços odontológicos; criação de carreiras do Serviço Único de Saúde (SUS) com piso salarial nacional dos profissionais; suspensão pelo Ministério da Educação (MEC) da concessão de autorização de novas faculdades ou aumento de vagas em cursos de odontologia; e proibição dos cursos na modalidade EAD (ensino à distância).

“Há uma necessidade urgente da ampliação do atendimento de saúde bucal no país. A saúde bucal lamentavelmente deixou de ser prioridade nas discussões e implementações de políticas públicas de atendimento ao cidadão, como determina a Constituição. A população está desassistida”, declarou o presidente do CFO, Juliano do Vale.

-- Publicidade --

DEMANDAS REGIONAIS

Uma inovação na iniciativa do setor da odontologia no país é que os conselhos regionais em todos os 26 Estados e no Distrito Federal farão questionamentos aos candidatos sobre temas específicos. Isso porque na assembleia anual que deliberou o tema, eles decidiram, a partir dos quatro eixos pré-definidos, discutir eventuais demandas com os demais membros das instituições em seus Estados. “Cada CRO nos encaminhará esses questionamentos ou demais demandas na próxima semana. Esses anseios regionais vão ser anexados na carta-compromisso, que será entregue aos candidatos que postulam comandar os rumos do nosso país a partir de janeiro de 2019”, finalizou Juliano do Vale.

ASSEMBLEIA DO CFO

Nos dois dias de Assembleia Conjunta, os conselheiros também discutiram temas específicos do setor, a situação atual do andamento dos projetos de lei em tramitação no Congresso e a palestra “Informações e orientações quanto à reabilitação protética de implantes dentários no SUS”, ministrada pela coordenadora de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Lívia Maria Almeida Coelho de Souza.