- Publicidade -

A união de esforços entre membros, servidores e parceiros da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) garantiu uma tarde intensa para a comunidade do Jardim Taquari, na região Sul de Palmas, com uma edição especial do projeto Defensores da Cidadania. O mutirão de solidariedade aconteceuno sábado, 11, na Escola Estadual Maria dos Reis Alves Barros e ofereceu serviços gratuitos de cidadania, educação, atendimentos jurídicos, de saúde e lazer a toda população.

Neste ano, o evento teve como meta atendimento para 800 pessoas. Porém, as expectativas foram superadas, e ao fim foram mais de mil atendimentos, entre idosos, adultos e crianças. “Estamos muito felizes com a receptividade da comunidade que compareceu em peso para a nossa atividade. Este é o papel da Defensoria Pública, levar cidadania a quem mais precisa. Taquari é um bairro que precisa muito dos olhos do poder público e precisa muito da atuação da Defensoria”, comentou o defensor público-geral, Fábio Monteiro.

Para o diretor regional da DPE em Palmas, Leonardo Coelho, ações como Defensores da Cidadania fazem com que a Defensoria Pública cumpra efetivamente a sua missão, indo ao local onde estão os assistidos mais necessitados. “Em parcerias como a que firmamos, nós podemos oferecer a essas pessoas, desprovidas de qualquer recurso, não só o atendimento jurídico, que é a nossa missão, mas também diversos outros serviços para atendê-los. O mais bonito de ver, em ações como essas, é a integração, a sinergia entre membros, servidores e voluntários todos imbuídos no mesmo propósito, de servir ao seu semelhante. Fazendo muito mais que o seu dever. Um ato de solidariedade. Um ato de filantropia”, enfatizou Leonardo Coelho.

A equipe de membros e servidores da DPE-TO se uniu tanto na organização das atividades, como na realização, com cadastros dos participantes, recepção e prestação de serviços em geral. “Os servidores estiveram muito engajados, não só no atendimento jurídico, que a gente já é acostumado a prestar todos os dias, mas à disposição de todos os outros serviços, seja na oficina de maquiagem, no corte de cabelo, na Patrulha Maria da Penha, na recepção, na arrecadação de alimentos e muito mais. Então, a gente vê os servidores felizes de estar próximo da comunidade, que é a razão de existir da Defensoria Pública”, considerou o presidente do Sindicato dos Servidores da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (Sisdep), Renan de Oliveira Freitas.

A ação deste ano trouxe como tema “Em defesa delas: defensoras e defensores públicos pela garantia dos direitos das mulheres”, com foco nos direitos e valorização das mulheres, por meio de palestras, serviços e dinâmicas.

Atendimento

Os atendimentos jurídicos feitos por defensoras e defensores públicos, com o apoio de analistas jurídicos da Defensoria, também foram sucesso. A funcionária de serviços gerais Francisca da Silva Morais foi atendida pela equipe do Núcleo de Mediação e Conciliação (Numecon), após a realização de um exame de DNA, ficou satisfeita com o atendimento. “Cheguei bem cedo para não perder a vaga do exame gratuito. Conseguimos fazer e estamos muito satisfeitos. Esse tipo de ação é muito importante porque não temos dinheiro para fazer um exame desses e aqui conseguimos de graça, além de termos sido muito bem atendidos”, declarou Francisca.

A ação contou, também, com orientações de saúde, serviços médicos e odontológicos, emissão de Cadastro de Pessoa Física (CPF), corte de cabelo, palestras sobre direitos da mulher, brincadeiras para as crianças, atividades de lazer para públicos de todas as idades, informações sobre direitos e cidadania, entre outras atividades. A professora Dauanne Nascimento Rodrigues escolheu a oficina de automaquiagem. “A maioria das pessoas da nossa comunidade nunca teve a oportunidade de fazer uma oficina dessas. Eu acho essencial, não só para trazer mais este conhecimento para as mulheres do nosso bairro, como também um momento de resgate da autoestima, do autoempoderamento”, comentou.

Os irmãos Lucas Ruan e Arthur Lima, 12 e 13 anos, aprenderam um pouco mais sobre saúde bucal e escovação. “A gente aprendeu como cuidar melhor dos dentes, a escovar direitinho, mas também já participei de várias outras coisas e estou me divertindo bastante”, disse Lucas, que esteve no cinema, no corte de cabelo, na oficina de primeiros socorros e já estava se preparando para aproveitar os brinquedos infláveis.

Depois de conhecer o trabalho realizado por diversas artesãs locais na Feira das Manas, a aposentada Maria Francisca de Souza, de 83 anos, se encantou ainda mais pelo artesanato e decidiu, também, aprender um pouco mais da prática. “Eu já tinha aprendido o Ponto Cruz, mas quando vi a oficina de bordado, logo empolguei. Achei o meu cantinho e já comecei a colocar a mão na massa”, declarou a aposentada.

Defensoria

A ação no Taquari integra a Semana da Defensoria, realizada em referência ao Dia Nacional da Defensoria Pública e ao Dia Nacional das Defensoras e Defensores Públicos, datas celebradas anualmente em 19 de maio. A subdefensora pública-geral, Estellamaris Postal, apontou que a ação cumpriu a missão da Defensoria, de estar mais próxima dos assistidos. “Acredito que esta é a nossa grande função, sair de dentro dos gabinetes e estar mais perto de quem realmente precisa. Infelizmente, mesmo neste mundo de informação, muitas pessoas ainda não sabem como a Defensoria pode atendê-los. A partir de um programa como este, as pessoas passam a perceber a quem elas podem buscar, a Defensoria Pública como apoio para alcançar a Justiça e, quem sabe, ajudar a solucionar seus problemas”, apontou.

O superintendente de defensores públicos, Murilo da Costa Machado, ressaltou que a ação é uma demonstração, na prática, do quanto a Defensoria Pública é importante para a população. “Aqui é uma multiplicação de todos os nossos serviços, com várias parcerias. Conseguimos levar cidadania a toda a população e acredito que o evento está sendo um sucesso”, expressou.

Solidariedade

Além das ações, algumas pessoas que prestigiaram o evento saíram de lá com uma cesta básica. Na ocasião, foram sorteados mais de 180 cestas. Os produtos foram doados por membros, servidores e parceiros da Instituição.

O evento ainda teve as apresentações musicais do Coral Canto Nobre, formado por servidores da Defensoria Pública, e da Marcinha Show.

Parceiros

Foram parceiros da DPE-TO na realização da ação: Associação das Defensoras e Defensores Públicos do Estado do Tocantins (Adpeto), Sindicato dos Servidores da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (Sisdep), Fecomércio Tocantins, Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Serviço Social do Comércio (Sesc), projeto Mesa Brasil/Sesc, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Secretaria Estadual da Cidadania e Justiça (Seciju), Secretaria Estadual da Educação, Juventude e Esporte (Seduc), Secretaria Municipal de Saúde de Palmas (Sesmu), Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social de Palmas (Sedes), Delegacia da Mulher, Centro de Referência em Assistência Social (Cras) de Taquari, Polícia Militar do Estado do Tocantins (PMTO), Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBPM),  Itpac Palmas, Feira das Manas, Laboratório Medgen, Distribuidora de Bebidas Negão, Instituto Embelleze Palmas, Pão da Hora, Marcinha Show , J.L. Meurer, Big Supermercados, Quartetto Supermercados, Refrescos Bandeirantes e Controladoria-Geral do Estado, por meio da Ouvidoria-Geral do Estado.