Sebrae e Banco da Amazônia assinam cooperação para facilitar acesso de pequenos negócios a crédito

O acordo foi firmado durante a primeira coletiva virtual do Sebrae Tocantins

O superintendente do Sebrae Tocantins, Moisés Gomes, e o superintendente do Banco da Amazônia, Marivaldo Melo, assinaram nesta quinta-feira, 30, um acordo de cooperação técnica com o objetivo de facilitar o acesso ao crédito aos empresários tocantinenses. O acordo foi formalizado durante uma primeira coletiva de imprensa realizada de forma virtual pelo Sebrae Tocantins. Além de profissionais de comunicação, o a transmissão digital também contou com a participação do presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae, Rogério Ramos, e da diretora técnica do Sebrae, Eliana Castro.

O Sebrae será responsável por identificar as empresas que necessitam de financiamento para capital de giro ou investimento fixo e informar ao Banco da Amazônia. Com as referências do volume do fluxo de caixa, as empresas poderão ter acesso às linhas de crédito da instituição bancária, especificamente, o Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) Emergencial Covid-19.

Na oportunidade, Moisés Gomes, destacou a continuidade dos trabalhos do Sebrae para amenizar os impactos da pandemia aos pequenos negócios do Tocantins. “Uma das maiores dificuldades dos empreendedores é ter acesso a crédito para enfrentar os problemas causados pela pandemia do novo coronavírus. Por isso, com essa parceria, o Sebrae mapeará a vida financeira das empresas e o Banco da Amazônia disponibilizará o crédito conforme essas informações”, afirmou.

Para o superintendente do Banco da Amazônia, Marivaldo Melo, esse acordo irá assegurar o empresário para a real necessidade do fluxo de caixa da empresa. “Não é só promover a recuperação ou a preservação das atividades produtivas afetadas pelo estado de calamidade, as empresas precisam adequar suas necessidades a esse crédito. Esse acordo vai assegurar de que essas empresas realmente precisam daquele montante, naquele momento, para determinadas finalidades. Esperamos assim, tranquilizar os empresários para passar por este processo difícil e segurar o fluxo de caixa que é tão importante neste período de pandemia.

Linha de Crédito

De acordo com Banco da Amazônia, a linha de crédito especial do FNO, possui juros de 0,21% ao mês e condições diferenciadas. A linha vai promover a recuperação ou a preservação das atividades produtivas dos beneficiários da região Norte, cujos estados encontram-se em situação de calamidade, decorrente da emergência de saúde pública de importância internacional relacionada ao novo coronavírus. O FNO Emergencial ainda vai permitir a renegociação de operações de crédito já realizadas com recursos do Fundo.

___


Assessoria de imprensa Sebrae