De volta ao Senado, Eduardo Gomes será relator de projeto de lei que garantirá R$ 3,4 bilhões aos Estados

Após ficar cerca de um mês licenciado do Senado para em um gesto de muito simbolismo, homenagear Siqueira Campos (DEM) , Eduardo Gomes (MDB) retorna como titular a partir desta quinta-feira.

Gomes que é vice-líder de Bolsonaro na Casa, reassume com uma agenda frenética; Manter a estabilidade da votação da reforma da previdência no Senado, conciliar as articulações como vice-líder e ainda será relator de um projeto de Lei que pode garantir R$ 3,47 bilhões de reais aos Estados.

O Retorno de Eduardo Gomes já estava definido desde sua licença para homenagear Siqueira Campos, que foi o primeiro governador do Brasil a acabar com a aposentadoria para o cargo, ainda em seu segundo mandato no Palácio Araguaia, agora, deu mais um exemplo de um raro espírito público. Ele abriu mão de uma licença remunerada de quatro meses no Senado, pela sua saúde, o que lhe garantiria cerca de R$ 130 mil.