Governo abre inscrições para novos cursos do Projeto Jeito de Mulher

Publicidade

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), abre inscrições para novos cursos na segunda etapa do Projeto Jeito de Mulher, que teve seu lançamento efetivado nessa segunda-feira, 3, e qualifica profissionalmente mulheres em áreas tradicionalmente masculinas.

Publicidade

Publicidade

Os cursos que estão com matrículas abertas são de Produção de Derivados de Leite (80 horas) que acontece em Araguatins, Dianópolis, Guaraí e Gurupi; e Instaladora de Alarme Residencial (80 horas) em Dianópolis.

Projeto Jeito de Mulher teve seu lançamento efetivado nessa segunda-feira, 3. Foto: Leandro Pinheiro

O curso de Mecânica de Manutenção de Motocicleta (160 horas) que acontece em Gurupi e Paraíso continua com as matrículas abertas. São 15 vagas e cadastro de reserva em cada turma.

As inscrições podem ser feitas na unidade do Sistema Nacional de Emprego (Sine) na cidade onde acontecem as aulas; e os documentos necessários para a inscrição são CPF, RG e comprovante de endereço.

Início das aulas

Nesta terça-feira, 4, iniciam as aulas dos cursos de Eletricista de Instalações Comerciais e Residenciais em Araguaína, Produção de Derivados de Leite em Paraíso e Porto Nacional, Mecânica de Motor a Gasolina e Álcool em Taquaralto, e Pedreiro em Taquaruçu.

Além de participarem dos cursos gratuitamente as alunas são contempladas com todo o material didático das aulas teóricas, os materiais e os equipamentos de segurança necessários para as disciplinas práticas, além de alimentação e vale-transporte.

Projeto Jeito de Mulher

Projeto Jeito de Mulher qualifica profissionalmente mulheres em áreas tradicionalmente masculinas. Foto: Carlessandro Souza

O Jeito de Mulher é um projeto de geração de emprego e renda executado pelo Governo do Estado, por meio da Setas/Sine.

O projeto já beneficiou 210 mulheres e qualificará nessa segunda etapa mais 225. Nessa nova fase o Governo do Tocantins vem buscando parcerias com empresas e instituições privadas de modo a possibilitar que as alunas sejam inseridas no mercado de trabalho.

O público alvo do projeto são mulheres preferencialmente de baixa renda, na condição de desemprego ou subemprego, e aquelas que almejam a inserção no mercado de trabalho para atuar em áreas consideradas tradicionalmente masculinas.

___

Claudio Duarte/Governo do Tocantins

Publicidade