Foto: Junior Suzuki/ Divulgação FCP
- Publicidade -

Sucesso de público em sua estréia na Capital, o espetáculo musical “Não Namore com a Solidão” está de volta aos palcos. Ele será apresentado no próximo sábado, 13, no Theatro Fernanda Montenegro, às 20 horas. O espetáculo mescla várias linguagens artísticas – teatro, dança, música, artes plásticas e audiovisual-, e reúne diversos artistas para a execução.

No palco, se revezam a banda palmense “O Mundo Imaginário”, com participação especial da instrumentista Maria Helena no violoncelo e do músico Mário Xará na zabumba; os bailarinos Fê Art, Verena Schultz, Gabriela Bessa e os atores Paulo Manduca e Fabio Branco. Idealizador do projeto, Fabio Branco define o espetáculo como uma “comédia dramática com tom de musical”.

O ator Paulo Manduca, que assina o roteiro de “Não Namore com a Solidão” explica que o grande centro é a busca pelos sonhos e, a partir disso, novos debates são propostos. “A partir dessa luta pelos sonhos, a gente debate a vaidade, autoestima, depressão e suicídio. Levantamos então, de forma subjetiva, um entendimento sobre como esses entraves podem impedir o alcance desse sonho, incentivando a necessidade de empatia, de se colocar no lugar do outro”, declarou. Paulo Manduca começou a sua trajetória como ator em Palmas, mas atualmente reside em São Paulo (SP), onde participa de propagandas publicitárias e compôs o elenco do quadro “Emergente como a Gente” com o humorista Paulo Vieira, no Programa do Porchat.

A ideia para a montagem do espetáculo “Não Namore com a Solidão” surgiu a partir de um projeto de audiovisual, um videoclipe homônimo para banda “O Mundo Imaginário”. O videoclipe conta com a participação do humorista Paulo Vieira. O espetáculo é acessível em Língua Brasileira de Sinais (Libras). “Durante toda a produção, um intérprete estará no palco legendando o texto. Consideramos muito necessário ampliar o espaço também para o público com deficiência auditiva, de forma a promover a acessibilidade e democratização da arte”, complementou Manduca.

Projeto

A apresentação, assim como na estréia em abril, integra a programação do projeto Quarta Clássica, da Fundação Cultural de Palmas (FCP). Os ingressos podem ser adquiridos na loja da FCP, no Capim Dourado Shopping ou na bilheteria no dia do evento, a R$ 15,00.

O Mundo Imaginário

O grupo O Mundo Imaginário é composto por bons filhos dos cursos de formação artística do Centro de Criatividade da Fundação Cultural de Palmas.  Ex-alunos dos cursos de música, dança, teatro que se encontraram e decidiram unir as diversas expressões artísticas na criação do grupo.  Não Namore com a Solidão é o primeiro musical dos artistas, que também já realizaram uma montagem literária para o projeto Terça Literária.

Paulo Manduca

Nascido em Porto Nacional, Paulo Manduca mudou para Palmas ainda na infância, quando começou a estudar teatro na Cima Produções Artísticas, aos 9 anos. Participou de diversas montagens artísticas na Capital, como o concerto Paixão Segundo São Matheus, do Coral Sinfônico do Tocantins, onde interpretou Jesus; e o musical em homenagem aos 25 anos de Palmas, “É só uma poeira no olho”. No ano de 2015, mudou-se para São Paulo (SP) para alçar novos vôos na carreira artística, participou de campanhas publicitárias e participou de cursos e oficinas no campo da interpretação, como o curso da renomada preparadora de elenco Fátima Toledo. Logo após, foi convidado pelo humorista Paulo Vieira a compor o elenco do quadro “Emergente Como a Gente”, do Programa do Porchat, na Rede Record, onde trabalhou por mais de um ano, até o fim do programa na emissora. Os próximos projetos do artistas em São Paulo incluem diversos trabalhos na TV e cinema, como o longa metragem “Sem Pai Nem Mãe” do consagrado diretor André Klotzel e estrelado pelo ator Alexandre Nero.

Serviço

O quê – “Não Namore com a Solidão”

Quando – Sábado, 13

Onde – Theatro Fernanda Montenegro

Horário – Às 20 horas

Ingressos – R$ 15,00