5 municípios do Sudeste firmam “Protocolo de Intenções” para construção de aterro sanitário

Através de um consórcio intermunicipal as prefeituras de Dianópolis, Almas, Porto Alegre do Tocantins, Rio da Conceição e Novo Jardim pretendem implantar, juntas, um aterro sanitário que atenda os cinco municípios.

O projeto intitulado Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável Vale do Rio Manuel Alves (CIDIS), já tem recurso disponibilizado e deve acontecer por meio de financiamentos de projetos em convênio entre Governo do Estado, BNDES e municípios que serão responsáveis pela aplicação do recurso.

A assinatura do plano que cria o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável Vale do Rio Manuel Alves aconteceu durante reunião, com a presença dos gestores dos respectivos municípios, na última quinta-feira, 24, na cidade de Almas.

Foto: Assessoria de Comunicação/Prefeitura de Dianópolis

O local onde será implantando o aterro ainda está em fase de estudo e deverá ser defino em comum acordo entre os prefeitos, após análises de solo e posicionamento estratégico para todas as cidades.

Aterros sanitários são a melhor forma de destinação do lixo urbano

Um aterro sanitário bem administrado pode gerar grandes benefícios sociais e econômicos. Mas, para que esses depósitos sejam encarados dessa forma, é preciso investimento em administração dos serviços de limpeza pública e destinação adequada dos rejeitos. A melhor forma de cuidar do lixo urbano são os aterros, empresas públicas ou privadas (por meio de concessão) podem assumir esse trabalho. Em grande parte do Brasil e principalmente no Tocantins, ainda predominam os lixões a céu aberto. Para estimular mudanças nessa tendência negativa, é preciso que as vantagens em implantar aterros, bem como de gerenciá-los corretamente, sejam divulgadas e ressaltadas. As prefeituras que compõe o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável Vale do Rio Manuel Alves sem nenhuma dúvida dão um salto ao investirem em um aterro adequado e mostram exemplo em suas intenções para todo o Tocantins que precisa aprender e seguir esta iniciativa.

(Jornalista Ceila Menezes Colaborou com informações e imagens )