Adetuc divulga boletim de fluxo de turista nos atrativos de Serras Gerais

Um estudo realizado por técnicos da Agência de Desenvolvimento do Turismo (Adetuc), por meio do Observatório do Turismo do Tocantins, constatou que após reabertura dos atrativos de Serras Gerais aos Turistas, seguindo os protocolos de segurança para evitar a proliferação do contágio do novo Coronavírus, por meio do plano de retomada do turismo das Serras Gerais, os principais atrativos turísticos da região registraram mais de 1.450 visitantes nos três primeiros meses de 2021.

Publicidade

Publicidade

De acordo com os dados levantados, os principais atrativos de Serras Gerais como Cânion Encantado e Lagoa do Japonês, foram os mais visitados no primeiro trimestre deste ano. No mês de fevereiro, os atrativos receberam 630 turistas. Já no mês de janeiro foram 551 turistas e, no mês de março, foram contabilizados 271 visitantes nesses atrativos.

“A Adetuc iniciou um processo de pesquisa sobre a região, começando pela pesquisa de fluxo turísticos nos atrativos das Serras Gerais. A partir de agora, serão realizadas outras pesquisas que investigarão o perfil, sexo, proveniência dos turistas, dentre outros”, explicou a superintendente de Desenvolvimento do Turismo da Adetuc, Maria Antônia Valadares.

Segundo o presidente da Adetuc, Jairo Mariano, os dados levantados por meio da pesquisa são de fundamental importância para o planejamento de ações voltadas à atividade turística. “Com base nos indicadores, é possível que os governos possam desenvolver políticas públicas voltadas ao investimento em promoção, infraestrutura, além de contribuir para que o trade do turismo também se organize para oferecer serviços de boa qualidade aos turistas”, frisou o presidente, destacando que a atividade turística organizada garante a atração de mais visitantes, além de oxigenar a economia local, com a geração de mais emprego e renda.

Serra Gerais é considerado um destino turístico que se destaca pela prática do ecoturismo, turismo de aventura e contemplação, favorecendo uma atividade ao ar livre, permitindo que o turista viaje, nesse período de pandemia, com maior segurança por ser uma atividade realizada por grupos pequenos de pessoas na natureza. Além dessas características, os turistas também encontram uma comunidade hospitaleira e acolhedora.

A região se encontra no sudeste do Estado, as Serras Gerais fazem parte da maior cadeia de serras do Brasil e, além das maravilhas naturais, guardam tradições, arquitetura colonial, história e cultura como as Cavalhadas, as festas do Senhor do Bonfim e do Divino Espírito Santo, dentre outras festas folclóricas e religiosas.

 

***

Wladimir Machado/Governo do Tocantins