ELEIÇÕES IFTO: Pietro Lopes diz que eleição rompeu os muros da instituição

Publicidade

Publicidade

Nesta sexta-feira, 27, o portal sudeste agora veiculou matéria que abordava o momento eleitoral do campus de Dianópolis do Instituto Federal. Até o fechamento da pauta que foi ao ar no final da tarde de ontem, não havíamos recebido um pequeno questionário de um dos concorrentes ao cargo de diretor do instituto.

Ainda ontem à noite, Pietro Lopes encaminhou e-mail ao portal em que se desculpa com os leitores pelo atraso, veja a íntegra da nota enviada pelo candidato;

Gostaria de me desculpar com os leitores do Sudeste Agora por não ter respondido em tempo hábil para a primeira publicação sobre a matéria da eleição para Diretor do Campus Dianópolis/IFTO, a demora em dar um retorno as perguntas feitas, se deu ao fato da eleição ter rompido os muros da instituição, e por fazer de uma política institucional, uma má política, onde se veiculam informações e imagens a fim de denegrir a honra dos candidatos, e nesse contexto, fui vítima de crimes contra a honra, fazendo-se necessário, direcionar minha ocupação para recorrer as autoridades competentes para que possam atuar junto a esses promotores da má política.

No mesmo texto encaminhado, Pietro respondeu nosso questionário. O portal sudeste agora, sendo um veículo de comunicação, com o único objetivo de cumprir seu papel social de comunicar e levar a informação de maneira objetiva aos seus leitores se posiciona exatamente como deveria ser, neutro e imparcial, os dois candidatos terão o mesmo espaço neste veículo de comunicação que também sempre estará aberto para as pautas dos estudantes, docentes e corpo técnico/administrativo do IFTO de Dianópolis.

Confira como respondeu o candidato às perguntas feitas pelo portal Sudeste Agora

SUDESTE AGORA: Quais são os principais desafios do instituto federal, campus de Dianópolis para os próximos anos?

PIETRO LOPES: Os principais desafios do Campus Dianópolis/IFTO estão relacionados a explorar o grande potencial existente dentro da unidade, pois possuímos uma extensa área agrícola oriunda da doação do antigo Instituto de Menores, e servidores altamente qualificados e dispostos a fazer do Campus Dianópolis/IFTO referência no ensino, pesquisa e extensão na Região Sudeste do Tocantins. A unidade hoje oferta cursos nas áreas de Tecnologia da Informação e Ciências Agrárias, e promovendo a interação entre essas duas grandes áreas e acreditando em uma gestão participativa e transparente, é que teremos o Campus Dianópolis/IFTO que queremos.

SUDESTE AGORA: Quais avanços o senhor destaca em todos estes anos de IF-DNO e qual a importância do instituto para a cidade?

PIETRO LOPES: O Campus Dianópolis/IFTO por ofertar cursos profissionalizantes integrado ao ensino médio, e cursos de bacharelado e licenciatura, se torna de imensurável importância para a região, pois tem-se através dessa instituição, o ensino gratuito e de qualidade. Nos seus 4 anos e meio de funcionamento, pode-se destacar como avanço, a ampliação e reforma da infraestrutura cedida pelo antigo Instituto de Menores, proveniente dos recursos orçamentários destinado a ampliação da Rede Federal de Educação e consequente a implantação da unidade de ensino Campus Dianópolis/IFTO.

SUDESTE AGORA: Quais propostas de seu plano de gestão podem ser destacadas como principais bandeiras de luta?

PIETRO LOPES: Temos hoje como principal bandeira do nosso plano, a implantação de uma Gestão Participativa e Transparente, onde a comunidade acadêmica possa participar efetivamente das decisões que norteiam a administração do recurso público de forma bem transparente. Destaca-se ainda como propostas:

-- Publicidade --

Fomentar a criação e o fortalecimento das instâncias de representação estudantil nas diferentes modalidades de ensino do Campus Dianópolis e a participação e promoção de eventos de discussão de temas pertinentes à categoria estudantil;

Estabelecer e implantar o calendário de reuniões com os alunos, através do programa A Voz do Estudante, onde serão levantadas todas as demandas estudantis a fim de promover o melhor atendimento a cada uma delas;

Buscar recursos para implantação de alojamento para os alunos do Campus Dianópolis, permitindo o atendimento a alunos e servidores de outras unidades;

Assumir o protagonismo na discussão para melhoria do transporte escolar, buscando atender as condições adequadas para os alunos do Campus Dianópolis;

Proporcionar o bem-estar do servidor, em suas diferentes dimensões, considerando como fator decisivo para o desenvolvimento do Campus Dianópolis;

Garantir e estabelecer constante diálogo com os servidores, a fim de elencar e promover o atendimento das várias demandas emanadas pelos diversos segmentos existentes no Campus Dianópolis;

Estabelecer cooperações técnicas para oferta de cursos de Pós-graduação stricto sensu para a qualificação dos servidores do Campus Dianópolis;

Buscar parcerias em instituições da região, garantindo o desenvolvimento da prática para os alunos;

SUDESTE AGORA:  As demandas de funcionários, professores e alunos são diferentes? Para cada seguimento, o que o senhor pretende fazer para convencê-los a escolher o seu nome na urna?

PIETRO LOPES: Sim. Por entender que a instituição é composta por diversos segmentos, nós buscaremos atender as demandas de cada segmento, visando sempre uma interação entre eles através do diálogo com participação efetiva e transparente, pois é assumindo essa premissa que faremos o Campus Dianópolis/IFTO ser referência no ensino com qualidade.

SUDESTE AGORA: Qual mensagem o senhor deixa para seus eleitores?

PIETRO LOPES: O desenvolvimento educacional com compromisso e autonomia, se faz através do envolvimento, reconhecimento, e valorização dos servidores e alunos, que são os protagonistas para garantir o bom funcionamento de uma unidade de ensino. Com esta perspectiva e experiência administrativa nos disponibilizamos a contribuir com o Campus Dianópolis/IFTO tornando-o mais próximo dos estudantes, dos servidores e da comunidade externa, buscando uma efetiva “GESTÃO PARTICIPATIVA E TRANSPARENTE”. Acreditem na mudança, assim teremos o Campus Dianópolis/IFTO que queremos.