Francisca Ribeiro mexe cenário político, confirma pré-candidatura à prefeitura e consolida apoio do Patriota, Avante e Cidadania em Dianópolis

As articulações políticas para as eleições deste ano (adiada para acontecer em 15 de novembro) já estão movimentando e afunilando os grupos que desejam lançar os possíveis candidatos para concorrer aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereadores.

A atual vice-prefeita de Dianópolis movimentou os bastidores com demonstração de força e capacidade de articulação, nos últimos dias, uma aproximação política que se aventava há algum tempo, ganhou forma na noite de ontem. Trata-se da confirmação de aliança com o Patriota e Cidadania que chancelaram apoio à Francisca Ribeiro (Avante).

O Patriota, presidido pelo Dr. Emitério Neto, em conjunto com o Cidadania realizaram na noite desta segunda-feira, 13, uma videoconferência com seus filiados e os quase 30 pré-candidatos à vereador que possui na atual conjuntura, sendo unânime a decisão de apoio à professora Francisca.

Reunião por videoconferência do Patriotas contou com a participação dos seus quase 30 pré-candidatos a vereadores além dos demais líderes filiados

Vale ressaltar que, o Patriota tem ainda a força do vereador Gena Ferreira, que abriu mão de sua pré-candidatura a prefeito em prol da pré-candidatura da professora Francisca ao Executivo e vai concorrer à reeleição na Câmara.

O vereador Guilherme Quidute que preside o Cidadania também abriu mão de sua pré-candidatura a prefeito e confirmou o apoio do partido à Francisca Ribeiro.

Outra grande novidade que movimenta o cenário político é que o grupo também conta com a participação e apoio do ex-prefeito Hercy Filho, homem da confiança do presidente Jair Bolsonaro no Ministério do Turismo. O grupo de apoiadores de Francisca Ribeiro também é reforçado pelo empresário Palmeron Lira.

Francisca Ribeiro tem 50 anos, é natural de Dianópolis e pedagoga onde tem atuação forte na zona rural. A atual vice-prefeita é a única política de mandato a residir no sertão de Dianópolis, é casada e mãe de cinco filhas. Foi eleita na chapa de Gleybson Moreira nas eleições de 2016, chegou a assumir a prefeitura por 7 dias em 2017 quando Moreira se ausentou do país, tornando-se a primeira mulher a assumir o comando da prefeitura de Dianópolis. Francisca se distanciou politicamente de Padre Gleybson por divergências políticas, tendo dificuldade de participar mais ativamente das decisões da atual administração.

A pré-candidata tem perfil político conciliador e sabe lidar com inteligência e respeito nos debates e posicionamentos divergentes, o que a faz transitar harmonicamente nos grupos políticos.

Se há algo que a política ensina, é ter cautela ao subestimar oponentes. As rodas de conversas dos líderes da cidade davam como certa que Francisca não construiria um grupo coeso e forte para entrar na dispa. Ao confirmar sua pré-candidatura, as eleições deste ano começam a ganhar formato revelando os desenhos de conjunturas. Francisca entra mais uma vez para a história das Dianas, mulher empoderada, moradora do sertão, professora, mãe e extremamente habilidosa em construir pontes sem conchavos daquela velha política, distante das benesses do poder, Francisca representa o renovo, sendo umas das poucas que entram na disputa com cheiro de povo!

A confirmação do grupo político com apoio dos diretórios estaduais de três partidos (Avante, Patriota e Cidadania) não chega apenas como uma terceira via, ao transformar o cenário, o grupo tem tudo para quebrar a atual polarização.

Por ora, o grupo não fala quem entrará na vaga de vice, um tema que está sendo amadurecido em conjunto com todos os partidos, envolvendo pragmaticamente todos os seus filiados que tem poder de voz e voto aberto no que será decidido mais à frente.

Política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Olha de novo e ela já mudou. Vamos assistir e, mais que isso e mais do que nunca, participar, se envolver e decidir.

Haja o que houver,

Kim Nunes, editor