José Salomão fala com exclusividade sobre a decisão de disputar vaga na AL

Publicidade

Publicidade

O portal Tocantins Agora conversou por telefone nesta quinta-feira, 22, com José Salomão (PT), ex-prefeito de Dianópolis por dois mandatos e suplente de deputado estadual, Salomão já assumiu por duas vezes o mandato na Assembleia Legislativa, a primeira vez no ano de 2003 em que atuou por 121 dias quando o titular José Santana se afastou, a segunda vez em 2016 onde atuou novamente por 121 dias em virtude do afastamento do deputado Paulo Mourão para tratamento de saúde.

José Salomão tem um curriculum respeitado seja na área privada ou pública. É formado em direito e administração, foi secretário da CONORTE na campanha pela criação do Estado do Tocantins. Se candidatou a primeira vez no final da década de 90, recebeu o Certificado Internacional Brasil/Américas – 100 Melhores Governantes da Década pela OMEMP no ano de 2010, quando finalizou seu segundo mandato de prefeito em Dianópolis deixou em caixa mais de R$ 7 milhões de reais, na época era o único político no estado que, após dois mandatos, mantinha aprovação recorde de 85% na avaliação da população. Hoje é um dos principais líderes políticos na região do sudeste tocantinense.

ENTREVISTA

-- Publicidade --

Ao portal Tocantins Agora Salomão não deixou de responder nenhuma das perguntas. Nós o questionamos sobre sua decisão em concorrer uma das vagas para deputado estadual, recuando do pleito que concorreria à Câmara Federal, como havia anunciando anteriormente, o pré-candidato falou ainda de como teria ficado internamente em seu partido, a sua relação com o vereador de Dianópolis Amilton Pereira (Tuca do Ferro Velho) que é seu companheiro de longa jornada e que já estava em pré-campanha para a mesma vaga.

A entrevista também perguntou sobre a importância do sudeste ter um representante na Assembleia entre outras questões da atualidade política. Perguntado ainda sobre a apreciação do habeas corpus da defesa de Lula que deverá ser apreciado hoje pelo Superior Tribunal Federal (STF) José Salomão não se curvou em um posicionamento firme sobre o tema.

Confira abaixo a integra do áudio entrevista feita no início da manhã desta quinta-feira;