Na região Sudeste, Procon Tocantins discute melhorias em defesa do consumidor nos serviços de fornecimento de água e esgoto

Em busca de melhorias na defesa do consumidor, o Governo do Tocantins, por meio do Procon, está desenvolvendo ações em todo Estado. Em Dianópolis, nesta quinta-feira, 24, o superintendente do Procon Tocantins, Walter Viana, e o chefe de Núcleo, Ozéas Alves,  reuniram com diversas instituições para discutir demandas de consumidores apresentadas no órgão.

O gestor reuniu com os servidores do Núcleo Regional de Atendimento do Procon Tocantins,  vereadores Câmara Municipal de Vereadores, representantes da BRK Tocantins,  Associação Comercial e Industrial Dianópolis (ACID), Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção Dianópolis (OAB), Associação dos Agricultores Familiares Boa Esperança, na Gleba Olho d’Água e com o prefeito do município, José Salomão.

Na pauta com os vereadores e representantes da BRK, Viana destacou as principais reclamações dos consumidores, assim como a necessidade da reabertura dos postos de atendimento da concessionária de água em alguns municípios, entre eles Dianópolis, Arraias e Taguatinga. Outra pauta discutida foi referente a reparação de calçadas e da malha asfáltica após obras realizadas pela BRK.

“Verificamos que este atendimento é necessário para a solução das demandas dos consumidores de forma mais eficiente. É fato que precisamos urgente melhorar a prestação de serviços da BRK em todo Tocantins. Defendemos que devido a pandemia todos os critérios de higiene sejam tomados para garantir a saúde de todos”, explicou Viana.

Serviço de Inspeção Municipal (SIM)

Publicidade

Publicidade

Em reunião com o prefeito José Salomão, o gestor estadual ressaltou a importância do selo do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) que fiscalização da produção industrial e sanitária dos produtos de origem animal, comestíveis e não comestíveis em Dianópolis.

Nesta sexta-feira, 25, Walter Viana, acompanhado do chefe de Núcleo, Ozéas Alves, visitou a Associação dos Agricultores Familiares Boa Esperança, na Gleba Olho d’Água.

Na ocasião, foi discutida a importância de políticas públicas para garantir a produção de alimento, assim como seguir todas as normas de saúde de acordo com o que determina a Vigilância Sanitária e demais órgãos, para evitar qualquer dano ao consumidor.

“O Procon Tocantins entende que ter este contato direto com o produtor, entender como é o funcionamento de toda cadeia de produção, permite a maior quantidade de informação para orientar como deve ser realizado todo procedimento das normas”, ressaltou Ozeas Alves, chefe de núcleo.

 

***

Thaise Marques/Governo do Tocantins