A “PEC Amastha” é a essência do rebaixamento da política no Tocantins, diz Tiago Andrino

Publicidade

Publicidade

Acompanhando a comitiva do prefeito de Palmas na abertura das festividades em comemoração aos 133 anos de Dianópolis, o vereador da capital e principal aliado de Carlos Amastha falou com exclusividade ao Portal Sudeste Agora! Tiago de Paula Andrino tem 36 anos é natural de Itajuba-MG. Foi um jovem militante no movimento estudantil onde chegou a ser vice-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE). Andrino é um político versátil com qualidades de articulador e estrategista político de alto nível. É suplente de deputado federal onde obteve nas eleições de 2010 mais de 36 mil votos no Tocantins. Tem bom trânsito em Brasília e é um dos mais antigos aliados e homem de extrema confiança de Amastha.

SUDESTE AGORA!: Vereador como seu grupo político tem atuado para fomentar o sudeste do Tocantins?

TIAGO ANDRINO: Eu acho que Dianópolis passou por uma verdadeira revolução com a nova gestão, eu tive aqui outras vezes e observei a gestão passada, ao chegar agora tive um impacto que eu tive na limpeza, na organização e o que vem acontecendo na parte administrativa, acho que tudo isso já dá condições de Dianópolis ser protagonista regionalmente e com essa nova organização atrair recursos tendo credibilidade também para atrair financiamentos podendo ainda fazer consórcios na área da saúde. A gestão tem buscado compartilhar nossa experiência de Palmas na área da educação, eu sou sempre um otimista o Padre Gleibson é um orgulho para o nosso grupo, é um jovem muito promissor além de ser um líder carismático. Então tanto enquanto gestão que é a nossa bandeira, quanto politicamente nós temos Dianópolis um ponto estratégico no sonho de mudar a história do nosso estado do Tocantins.

-- Publicidade --

SUDESTE AGORA!: Vereador, vamos falar agora de duas pautas que tem tomado espaço nas redações de política de veículos nacionais e locais. A primeira pauta se trata do que ficou conhecido como “PEC AMASTHA”, cujo objetivo mais claro é tentar impedir a candidatura do prefeito de Palmas ao governo do estado ou ao senado. A segunda pauta também impactante é a aproximação do seu grupo político ao grupo da senadora Kátia Abreu. O que o senhor tem a dizer sobre estes dois polêmicos assuntos da atualidade política?

TIAGO ANDRINO: A “PEC Amastha” é a essência do rebaixamento da política no Tocantins, a política tradicional através de algumas famílias que governaram o estado e que estão vivendo um momento de crise jurídica, moral e política e se unem para não permitir que o povo escolha o seu caminho. Hoje o povo que mudança, independente do Amastha ser hoje o primeiro em todas as pesquisas sérias, a única intenção destas famílias é tentar barrar ou limitar o poder do povo de votar. Mas é tão ridículo, que isso no congresso nacional já se desfez, tentaram montar uma comissão com deputados pouco relevantes, mas quando os partidos souberam, PMDB, PSDB e o próprio PODEMOS que é o partido do deputado Gaguim, grande articulador desta PEC, o Álvaro Dias (senador e líder do PODEMOS) desmontou aquela comissão e ele (Gaguim) já perdeu aquela batalha, hoje essa proposta é defendida por uma minoria irrelevante que acredita que o Brasil tem que voltar para a época da ditadura quando a constituição proibia brasileiros não natos de participar de alguns espaços. Acho isso já é carta fora do baralho, mas é muito vergonhoso ver deputados federais, quase a bancada inteira, envolvida nessa trama para impedir o povo de escolher um novo caminho.

Sobre a aproximação com a senadora, nós temos um diálogo com ela e que já vem desde a última eleição de prefeitos (e vereadores), quase virou uma relação política por pouco, mas depois nos distanciamos, então o que houve na verdade foi uma reaproximação institucional, pois, como não temos o apoio do senador Vicentinho (PR) que temos muito respeito mas pouco diálogo e também o senador Ataídes (PSDB) que se distanciou e fez um caminho estranho depois de ganhar a eleição conosco com a vice-prefeita (Cinthia Ribeiro, que continua no grupo), então, a aproximação com da senadora com a cidade é bem-vinda, mas não houve nenhum acordo e nenhuma relação partidária nem política.

O vereador de Palmas finalizou a entrevista parabenizando o Portal Sudeste Agora! Por seu lançamento e ensejando votos de sucesso.