PTB de Dianópolis, juntamente com o Diretório Estadual, decidiram que Hagahús Netto é pré-candidato a prefeito

Hagahús é pré-candidato pelo PTB, partido do presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, deputado estadual Antônio Andrade e tem também o apoio da deputada do Partido Verde, Claudia Lelis. O PV de Dianópolis, também deve seguir aliado com o PTB.

O advogado e ex-vereador de Dianópolis, Hagahús Netto lançou sua pré-candidatura a prefeito através das redes sociais. Com vídeos difundidos nas plataformas digitais, Hagahús conta sua história e projetos que foram ficando de lado no decorrer das últimas administrações, confirmando que seu nome estará à disposição das urnas.

Netto diz que agora, uma nova história se inicia em Dianópolis afirmando que “a cidade precisa de um gestor que não só seja administrador, mas também político, sobretudo honesto, de um gestor que una a população de Dianópolis”.

O pré-candidato é filho de dianopolinos, cujo pai é autor do hino da cidade e neto do ex-deputado estadual por Goiás e federal pelo Tocantins, Hagahús Araújo, considerado um dos homens mais influentes do Congresso Nacional na década de 90.

Hagahús Netto foi assessor parlamentar em Brasília do senador João Ribeiro

Hagahús Netto, entre os anos de 2005 e 2008, foi assessor parlamentar em Brasília do senador João Ribeiro (falecido em 2013) onde pode adquirir experiência com os demais senadores participando como assessor das sessões em plenário do Congresso Nacional criando bom trânsito também entre os deputados federais, o que se mantém ainda hoje. Ele também já foi vereador em Dianópolis, tendo sido eleito em 2008. Atualmente mantém escritório de advocacia no município, onde voltou a morar há 10 anos.

Hagahús é pré-candidato pelo PTB, partido do presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, deputado estadual Antônio Andrade e tem também o apoio da deputada do Partido Verde, Claudia Lelis. O PV de Dianópolis, também deve seguir aliado com o PTB.

Pré-campanha ganha redes sociais

Com a pandemia do coronavírus monopolizando as atenções de todos em meio à contagem crescente de contaminados e mortos, os pré-candidatos a prefeitos preveem uma campanha ainda mais virtual, remota, centrada nas redes sociais e com pouco contato direto com os eleitores. Esse distanciamento se evidencia desde já, quando a pouco mais de dois meses da disputa, o País vive um cenário de total incerteza, em que ainda não se sabe sequer se a data das eleições será mantida.

“A cidade precisa de um gestor que não só seja administrador, mas também político, sobretudo honesto, que tenha boas relações em Palmas e em Brasília”. Diz o pré-candidato no vídeo.

 

Hagahús iniciou seu posicionamento explorando bem o campo virtual, nesta quarta-feira, o lançamento de sua pré-candidatura a prefeito de Dianópolis foi feito em vídeos divulgados nas redes sociais. De acordo com o pré-candidato, a partir de agora estes canais serão sempre atualizados com novos vídeos que pretendem debater de forma ampla as necessidades e anseios dos moradores.

 

Confira as publicações no Facebook:

Quem é Hagahús Netto?

Publicado por Hagahús Netto em Quarta-feira, 17 de junho de 2020

Porque Hagahús Netto é pré-candidato a prefeito de Dianópolis?

Publicado por Hagahús Netto em Quarta-feira, 17 de junho de 2020

O que diz a lei sobre pré-campanha

O artigo 36-A da Lei 9.504/97 responde ao questionamento: “Não configuram propaganda eleitoral antecipada, desde que não envolvam pedido explícito de voto, mencionar a pretensa candidatura. A exaltação das qualidades pessoais dos pré-candidatos é permitida, podendo ser divulgada, inclusive, em meios de comunicação social como a internet”.

A pessoa pode dizer que é pré-candidato, divulgar seu posicionamento pessoal sobre questões políticas, inclusive, em redes sociais, blogs, sítios eletrônicos pessoais e aplicativos (Apps), sendo vedado o pedido explícito de voto ou alusão ao número de candidatura.