Subseção da OAB em Dianópolis realiza evento com presença de importante jurista

Publicidade

Publicidade

Aconteceu neste sábado, 16, no Fórum de Dianópolis evento promovido pela subseção da Ordem dos Advogados do Brasil na cidade e contou com a presença de um dos mais renomados juristas em Direito Penal do país o professor, ex-juiz e ex-promotor Luiz Flávio Gomes participou programação onde pode apresentar a palestra “Lava Jato: Ética, Cidadania e novas Lideranças” com temática também voltada para delação premiada.

Luiz Flávio Gomes é autor de mais de 60 livros, lançou neste ano, “O Jogo Sujo da Corrupção” (editora Astral Cultural), no qual aborda e analisa o andamento das investigações da Operação Lava Jato. Gomes falou da importância da continuidade da operação que, segundo entende, foi (e ainda é) a mais importante ação de combate à prática da corrupção já desencadeada no Brasil. O jurista compara a investida da Polícia Federal em cumprimento às decisões do juiz Sergio Moro à “Operação Mãos Limpas”, que combateu a máfia na Itália.

Estiveram presentes os acadêmicos da Unitins, advogados, juízes, o delegado de polícia civil Afonso Lyra Filho, representante do Ministério Público, promotor de justiça Luís Francisco de Oliveira além dos presidentes local e estadual da OAB, Hamurab Diniz e Walter Ohofugi.

-- Publicidade --

Biografia do Palestrante

Luiz Flávio Gomes é Doutor em Direito Penal pela Faculdade de Direito da Universidade Complutense de Madri (2001) e Mestre em Direito Penal pela Faculdade de Direito da USP (1989). Criador do Movimento Quero um Brasil Ético. Jurista e professor em vários cursos de pós-graduação nacionais e internacionais, entre eles a Facultad de Derecho de la Universidad Austral, Buenos Aires (Argentina), já tendo publicado mais de 57 livros na área jurídica.

É também membro da Comissão de Reforma do CP e Professor Honorário da Faculdade de Direito da Universidad Católica de Santa María (Arequipa/Peru). Atuou como Promotor de Justiça em São Paulo, de 1980 a 1983; Juiz de Direito, de 1983 a 1998; e Advogado, de 1999 a 2001.