Todos por Biecione: Amigos organizam rifa solidária para compra de prótese

Publicidade

Publicidade

Biecione Lopes Correia de 47 anos, é conhecido jogador de futebol em todo o sudeste tocantinense e atuava como zagueiro, Em 2006 se tornou jogador profissional pela equipe do Juventude de Dianópolis e voltou a jogar profissionalmente em 2008 também pelo Juventude. Com a idade, Bié, como é chamado pelos amigos, não abandonou os gramados, atuando ainda em alto nível no máster pela sua inseparável equipe, o Novo Horizonte.

No dia 14 de julho deste ano, o zagueiro que estava de férias na chácara de sua mãe teve a perna direita amputada após sofrer acidente com “trabuco” que é uma arma de fogo, geralmente artesanal, muito usada na região e principalmente no sertão para a caça. Dona Jania, esposa de Biecione, em entrevista por telefone relatou ao portal sudeste agora, que uma espécie de armadilha foi feita na chácara com a arma artesanal para pegar algum animal (método muito utilizado para capturar prezas na roça), que estava armada por uma linha fina e quase transparente. Dona Jania relatou ainda que toda família e amigos sofreram momentos de muita angustia. Biecione foi atendido no hospital regional de Dianópolis (HRD) onde ficou internado por 33 dias e com a amputação da perna o ex-jogador ainda contraiu infecção que colocou sua vida em risco. “Realmente foi muito grave, meu marido quase veio a óbito, se o médico não estivesse chegado, ele poderia ter morrido”, disse Jania, emocionada.

Um dos amigos mais antigos do zagueiro Biecione, Jailson Gualberto Dos Santos, mais conhecido como “Xinxa” também foi ouvido por nossa reportagem. “Joguei muito com Biecione, nós dois ficamos muito conhecidos na região por conta do futebol”, disse. “Jogamos no Juventude quando tivemos uma temporada muito boa do esporte na cidade, se não me engano no ano de 2008” emendou. Xinxa fez questão de destacar a falta que Biecione faz no esporte, “É imensa a falta que ele faz para o futebol, além de ser uma boa pessoa, tínhamos na figura dele a imagem do líder dentro de campo, sempre foi um companheiro extraordinário, seja no futebol seja na vida. Sentimos muito a falta dele no campo.

Diversos outros amigos de Biecione estão empenhados na venda da rifa solidária que pretende levantar valores para a aquisição de prótese. Segundo a esposa de ex-jogador e o amigo Xinxa, ainda não foi feito um levantamento exato de quanto custaria a prótese, mas em um levantamento do portal sudeste agora, pôde-se encontrar próteses com valores de variam em R$ 1.500,00 e podem chegar a mais de R$ 45.000,00. Ocorre que cada caso para a implantação da prótese deve ser analisado por um médico especialista que deve indicar o modelo e material mais adequado. Desta forma a rifa solidária deverá também arrecadar valores para consultas e retornos.

A reportagem do portal sudeste agora, buscou ainda ouvir outro amigo de Biecione, o hoje secretário municipal de esporte de Dianópolis, Sr. Silvio Carvalho popularmente conhecido como “Seu 100”.

O secretário que nos concedeu entrevista online via whatsapp, disse que logo após o acidente do ex-jogador já brotou no coração a vontade de ajudar e “isso não foi só da minha parte, mas de vários amigos, então, foram surgindo outras ideias e, duas delas se concretizaram numa ação beneficente; sorteio de um bezerro e um jogo amistoso com uma equipe profissional de Porto Nacional”. Disse na entrevista.

Silvio Carvalho relatou ainda a importância de Biecione Lopes Correia como desportista na região, o secretário disse que “Biecione é funcionário público municipal desde março de 2004, faz parte do quadro de funcionários da secretaria municipal de esportes, sempre envolvido com as mais variadas atividades esportivas, não só no futebol como muitos imaginam”. Observa e completa; “desde muito jovem já se destacava no futebol, ficou por décadas considerado como melhor zagueiro de Dianópolis e isso o credenciou a ser muito solicitado por equipes de cidades vizinhas”.

Gestor da secretaria de esportes, “Seu 100” confidenciou ainda na entrevista que “Se conseguirmos a tão sonhada prótese para o nosso amigo, com toda certeza a secretaria de esportes estará de braços abertos para o acolher e contar com sua experiência para dar aulas na escolinha de iniciação esportiva Zé de Rosa que retornará as atividades neste mês de outubro e que estaria há mais de dois anos sem funcionamento”. Revelou.  “Esse é o nosso desejo e que assim seja com fé em Deus”. Finalizou.

-- Publicidade --

Como contribuir:

As rifas estão sendo vendidas pelo valor de R$ 10,00 e deverão ser sorteadas ao final do campeonato de futebol de Dianópolis. Podem ser adquiridas nos seguintes contatos:

Xinxa (63): 9.9281-9599 

Pedro -filho de Biecione-: (63) 9.9259-0980 

D. Jania –esposa de Biecione-: (63) 9.9226-1234 

Gena Ferreira: (63) 9.9291-3061

Quem puder abraçar esta causa e contribuir com outros valores de qualquer espécie, a família disponibilizou conta bancária para as doações;

Banco do Brasil

AG: 1307-2

CONTA POUPANÇA: 8.423-9 

Variação: 51

Jania Ferreira Lemos