Crédito: Zé Paiva/Governo do Tocantins O Morro do Fumo fica na Estação Ecológica da Serra Geral, em Rio da Conceição
- Publicidade -

As Serras Gerais, no sudeste do Tocantins, circundam uma região com cavernas, desfiladeiros, cachoeiras e rios de águas cristalinas, oferecendo uma imersão em áreas preservadas, com aventura e segurança.

Crédito: Thiago Sá/Governo do Tocantins
Vista do cânion Encantado, no município de Almas no Tocantins

A região também é rica em história e cultura, oferecendo ao turista a oportunidade de conhecer a trajetória do desenvolvimento das cidades, com uma culinária diversificada, variedade de festas religiosas e arquiteturas coloniais.

Crédito: Governo do Tocantins
Gruta da Lua do Sabiá tem tem mais de uma dezena de salões

As Serras Gerais fica entre os municípios de Aurora e Taguatinga, sendo eles Almas, Aurora, Dianópolis, Natividade e Rio da Conceição. O período de viagem entre Palmas e Natividade, que é a primeira cidade da região é de aproximadamente duas horas.

Roteiros

Crédito: Aldemar Ribeiro/Governo do Tocantins
Com uma extensão de apenas 147 metros, o rio Azuis é considerado como o menor rio do Brasil e da América Latina e o terceiro menor rio do mundo, segundo o “Guinness Book”

Os roteiros oferecidos pelas agências de turismo para a região das Serras Gerais variam de três a dez dias, com diversas opções de passeios contemplando as piscinas naturais e cachoeiras em regiões de fauna e flora preservadas.

Os roteiros contemplam também quem está à procura de aventura com as travessias de cachoeiras, trilhas ecológicas, stand up, caiaque e mirantes com vistas panorâmicas.

Crédito: Luciano Ribeiro/Governo do Tocantins
Cachoeira do Cavalo Queimado fica no município de Dianópolis

Para conhecer com calma a região o ideal são os roteiros de seis dias. “Nos roteiros, o turista encontra em um momento o cerrado bem definido e, logo após, uma mata bem fechada e densa”, conta Fernanda Castro, dona de uma agência de turismo que disponibiliza passeios pelas Serras Gerais.

A média de preço dos pacotes varia de R$ 380 a R$ 1.500, incluindo transporte, hospedagem e entrada nos atrativos, sendo possível também a contratação somente do guia.

Crédito: Tharson Lopes/Governo do Tocantins
De água transparentes, a Lagoa da Serra fica no município de rio da Conceição no Tocantins

O turista que deseja realizar os passeios na região deve ir preparado para os diferentes biomas, com equipamentos de trilha, roupas e calçados confortáveis.

O pacote de três dias conta com travessias nas cachoeiras de rio da Conceição, visita à lagoa da Serra, onde é possível realizar stand up e o circuito boia cross.

O de cinco dias conta com a programação de rio da Conceição, como também com visita ao rio Azuis e cachoeira da Sombra, em Aurora do Tocantins.

No município de Almas o roteiro passa pelo cânion Encantado com quatro quedas d’água simultâneas com mais de 70 metros de altura, com opções de trilha aquática e por terra; e no município de Dianópolis é possível visitar as trilhas no Vale Encantado e ver o pôr do sol na Fortaleza dos Guardiões.

Crédito: Tharson Lope
Descida de boia cross no rio Manuel Alves no Tocantins

Incentivo ao turismo

A Adetuc (Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa) tem trabalhado na inclusão da região das Serras Gerais no Programa de Regionalização do Turismo, programa do MTur (Ministério do Turismo).

O órgão também tem auxiliado no cadastro das agências de viagens, hotéis e guias da região no Cadastur, sistema do MTur que reúne os prestadores de serviços turísticos, trabalhando no desenvolvimento e supervisão dos serviços oferecidos em todo o Brasil.