OPINIÃO: Damares e Weintraub são os heróis?

Os Ministros do governo Bolsonaro, no geral, têm feito um trabalho excelente, principalmente considerando as condições nas quais o país lhes foi entregue pelos governos anteriores.

Mas dois, especificamente tem superado todas as expectativas: Damares Alves dos Direitos Humanos e Abraham Weintraub da Educação.

Essas são as áreas que a hegemonia esquerdista mais dominou e causou danos, proibindo que qualquer ideia oposta tivesse espaço. A esquerda transformou a educação numa fábrica de militantes e os direitos humanos num paraíso para criminosos.

O simples fato de Weintraub e Damares terem aceitado seus cargos, mostra que são pessoas diferenciadas. Sabiam muito bem que seriam atacados sem piedade pelo sistema podre que controla com rédea curta a mídia, o meio cultural e o meio acadêmico. Sabiam que não dariam um passo sem serem achincalhados por matérias cínicas escritas por pseudo-jornalistas que não estão qualificados nem para servir um café aos ministros.

Weintraub é processado constantemente por dizer verdades. Uma inversão completa de valores que mostra o estágio agonizante de decadência moral em que se encontra a esquerda brasileira. Recentemente foi alvo de indignação por parte de veículos da imprensa e de reitores de Universidades por dizer que há plantações de maconha nas Federais. Ora, uma rápida pesquisa no Google nos mostra ao menos 4 casos de pés de maconha sendo cultivados dentro das Universidades. O maior deles em plena UNB.

Os mesmos jornais que deram a notícia destes crimes no passado, agora noticiam a fala de Weintraub em tom de espanto.

Temos que lembrar que os mesmos “jornalistas” que hoje escrevem essas matérias, até pouco tempo atrás estavam nessas universidades recebendo e repetindo a cartilha esquerdista como papagaios.

É natural então que odeiem Weintraub, foram programados para isso. O ministro não liga, e para comprovar, acabou de cancelar o monopólio das uniões de estudantes (UNE, UBES etc.) para emissão da Carteira Estudantil. Os estudantes que eram obrigados a pagar em torno de R$30 para se identificar como estudante, agora poderão fazer de graça por meio de um aplicativo. Um golpe nessas Uniões que nada mais são do que o braço estudantil da esquerda.

Damares parece ser feita de ferro. Recebeu todos os ataques que podia da esgotosfera esquerdista e nem mesmo piscou. Foi motivo de chacota dos que dizem defender as mulheres quando veio a público contar o abuso que sofreu na infância. Vários esquerdistas conscientes zombaram dela quando disse ter visto Jesus.

Ela não se abalou, e hoje utiliza com maestria a polêmica que sabe que suas falas irão causar numa imprensa dominadas por militantes vomitados pelas Faculdades subjugadas ao esquerdismo. Damares aproveita a atenção gerada para promover suas campanhas em prol da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O orçamento que antigamente era utilizado para confortar criminosos, hoje serve para ajudar as vítimas a se reerguerem.

As campanhas de Damares pelo fim da violência contra Gays e Mulheres simplesmente são ignoradas pela militância LGBT e pelas feministas. Afinal, esses grupos acham que são donos destas pessoas e veem como uma ofensa a coragem de Damares em ajudá-los.

Damares e Weintraub são os heróis que nós precisamos. Qualquer movimento contra eles tem que ser encarado como um ataque contra o povo. Afinal, eles estão se arriscando e comprando as brigas com um sistema poderosíssimo.

Brigas que todos nós deveríamos comprar. Obrigado ministros!

Clique AQUI e conheça o blog do autor

____

* O Artigo não representa a opinião editorial do Site Tocantins Agora e é de responsabilidade do autor.