ARRASTÃO DA DIREITA NO TO: PSL de Bolsonaro prepara movimento dia 17

O PSL do Tocantins também se organiza para fazer parte da movimentação nacional que o partido fará neste mês de agosto visando filiação de novos adeptos.

A estratégia é seguir a direção nacional que prepara uma cartilha de princípios para filtrar filiados alinhados ao pensamento do bolsonarismo.

Nesta quinta-feira, 1º, sob o comando do presidente do diretório estadual Antônio Jorge, o partido definirá os últimos ajustes para então se mobilizar para o arrastão da direita.

A data será dia 17 de agosto em razão do número do partido que pretende trazer nomes competitivos para as eleições municipais de 2020, mas com alinhamento ao partido que tem no presidente Jair Bolsonaro sua principal personalidade.

Em 2016, o partido teve três candidatos a prefeito em Aliança, Paranã e São Sebastião. Juntos, os três candidatos alcançaram 2.030 votos.

Para vereadores, foram 68 candidatos que alcançaram 25.571 votos. Em 2018, nas eleições gerais, o PSL alcançou 3.325.556 votos, quando lançou 10 candidatos a deputado federal (nenhum eleito) e 8 a deputado estadual, elegendo a deputada Vanda Monteiro.