- Publicidade -

A sessão matutina do dia 17, foi marcada pelos discursos de agradecimentos pelos votos recebidos na última eleição, o que garantiu a recondução da maioria dos parlamentares à Assembleia. O deputado Elenil da Penha (MDB) aproveitou para cobrar a retomada do concurso da Polícia Militar, suspenso no mês de março deste ano pela Justiça logo após a realização das provas.

A medida de suspensão do certame ocorreu por meio de liminar expedida pelo desembargador Marco Villas Boas, em atendimento ao pedido do Ministério Público em decorrência da mudança de governo até o fim da transição em virtude da eleição suplementar.

Elenil entrou com recurso no Tribunal de Justiça do Tocantins em setembro deste ano, pedindo que o concurso da PM fosse retomado. Para o deputado, com a eleição e posse do governador Mauro Carlesse a referida decisão perdeu seu objeto, como também os motivos para manter a paralisação do concurso.

Para Elenil, além da retomada do certame e posse dos aprovados, são necessárias medidas urgentes a fim de aumentar o efetivo de militares com vistas ao reforço da Segurança Pública da população que sofre com a violência.

“Precisamos avançar com essas políticas de retorno dos policiais às ruas e rever convênios de disposição com os Poderes para militares, pois uma minoria fica sobrecarregada com ocorrências denunciadas pela população, enquanto agentes privilegiados desfrutam das regalias dos Poderes”, enfatizou o deputado.

Idade

Elenil é autor do projeto que propõe a idade máxima de 35 anos para ingresso na carreira militar. Atualmente só pessoas de até 30 anos podem concorrer a vagas de concurso da PM. A proposta foi aprovada na  Comissão de Finanças, Administração e Controle e encaminhada para a Comissão de Defesa do Consumidor.

(Maisa Medeiros)