Situação de consignados pode ser discutida em audiência pública

Uma audiência pública para tratar sobre as dívidas do Estado, principalmente no que se refere aos empréstimos consignados. Proposta pelo deputado Paulo Mourão (PT) na sessão matutina desta quarta-feira, dia 28, a solicitação visa ao debate conjunto com secretários estaduais da Fazenda, da Administração, presidentes dos tribunais de contas do Estado e da Justiça, além do procurador-geral do Ministério Público Estadual e defensor público-geral do Estado.

Para o autor, é preciso discutir a questão para o pagamento da dívida, que já totaliza R$ 60 milhões em apenas dois bancos. “Não podemos deixar que essa dívida continue a se arrastar por anos, uma vez que o governo estadual desconta dos servidores os valores das parcelas na folha de pagamento e não repassa aos bancos, deixando inadimplentes os servidores e sem crédito diante das agências bancárias”, ressaltou Mourão.

O deputado também apresentou requerimento em que solicita informações atualizadas ao Governo do Estado sobre as dívidas de consignados junto aos bancos BMG, PAN, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Bonsucesso, e ainda Banco do Brasil e Banco Industrial do Brasil. “É necessário que o Parlamento imponha seu dever fiscalizatório, tomando conhecimento dos valores atualizados desses débitos, a fim de buscar soluções para gerir as dívidas,” destacou Paulo Mourão.