Em Taguatinga, campanha de Paulo Roberto apresenta fragilidade jurídica

A campanha política do candidato a prefeito de Taguatinga, Paulo Roberto, apresenta fragilidades jurídicas. Isso porque o candidato responde a vários processos na justiça e teve sua registro indeferido em primeira instância, sendo deferido posteriormente por meio de recurso. Ele ainda precisa enfrentar um julgamento em terceira instância para que o caso seja concluído.

Paulo Roberto responde a mais de 30 processos judiciais e foi condenado em quatro, justamente por improbidade administrativa e desvio de patrimônio público enquanto era prefeito de Taguatinga.

A última vez que tentou a prefeitura da cidade, em 2016, o candidato foi impedido de assumir devido aos seus processos. Desta vez, mesmo sendo de fato ficha suja, ele tenta mais uma vez concorrer com toda fragilidade jurídica que o cerca.