Com mais um acidente com vítima fatal, NATICAL não se posiciona

Publicidade

Publicidade

Aconteceu nesta segunda-feira 09, acidente com caminhão na dependências da empresa Natical de Natividade, onde é realizado intensivamente a extração de calcário desde o ano de 2004.

13 anos após o início das atividades desta empresa no local é possível notar a grande transformação da natureza ocorrida, os impactos da mineração são visíveis para qualquer pessoa que passe em viagem, mesmo distante de onde é feita a extração.

Composto principalmente de carbonato de cálcio, o calcário é muito utilizado na produção de cimento para a indústria da construção. Outros produtos que o utilizam incluem cereal matinal, tinta, suplementos de cálcio, pastilhas contra azia, papel e materiais brancos para telhado. O calcário é uma rocha de formação cárstica, que produz relevos formados por dissolução e que representa cerca de 10% da superfície terrestre. Entretanto, esse mineral não pode ser extraído sem causar impactos no meio ambiente.

A qualidade do lençol freático pode ser afetada pelo calcário extraído com o aumento da quantidade de sedimentos e vazamentos acidentais diretamente nos rios e córregos próximos.

-- Publicidade --

Nesta segunda-feira a redação do Portal Sudeste Agora recebeu diversas ligações, e-mails e mensagens via whatsapp em que leitores sugeriram a cobertura de recorrentes acidentes ocorridos no local (apenas neste ano foram 2 com vítimas fatais) onde há 13 anos é feita a mineração de calcário pela empresa Natical. Hoje mais um acidente aconteceu naquele local, nós conseguimos falar com o técnico de segurança da empresa, que disse ser o responsável por esta área, mas informou que não tinha autorização de falar com a imprensa. Não há informação sobre a quantidade de acidentes com vítimas não fatais.

Contatamos ainda o IML de Natividade, o instituto informou que o corpo da vítima já estava no local, mas até o fechamento desta matéria não havia sido identificado, já que estava sem documentos pessoais e a família ainda não tinha comparecido.

Entremos em contato com a delegacia de polícia civil da cidade, o atendente informou que o delegado responsável estava de licença médica, mas que a família vítima já estaria naquele momento tomando providências.

Não se sabe ao certo quais outros impactos foram gerados pela Natical desde sua instalação, sejam eles socioeconômicos ou ambientais. A empresa foi contatada, mais não quis conversar com o portal Sudeste Agora, que continua com espaço aberto caso queiram se posicionar.