Siqueira Campos recua e será suplente de Eduardo Gomes

Publicidade

Publicidade

O ex-governador Siqueira Campos (DEM), que está internado em Palmas no hospital Santa Tereza, afirmou hoje ao Jornal do Tocantins que não disputará as eleições deste ano. Siqueira Campos afirmou; “A rigor, minha carreira está encerrada”.

 

Ainda de acordo com o periódico Siqueira disse que “Fiz 90 anos no último dia 1º de agosto, mas não foi a idade que me fez tomar essa decisão e sim os problemas de saúde que tenho enfrentado, cada dia é um problema. Não tenho condições de ir para o interior como os companheiros esperam”. Disse.

 

Entretanto, poucas horas depois de anunciar a desistência de disputar a vaga ao Senado, o ex-governador disse que será 1° suplente do ex-deputado federal Eduardo Gomes, invertendo a posição na chapa apresentada durante as convenções.

 

Siqueira Campos disse ainda que a posição foi tomada em consenso com as direções nacional e regional do DEM, com Carlesse e com o próprio Eduardo Gomes.

Siqueira Campos se emocionou ao fazer uma comparação histórica:

A UDN (União Democrática Nacional) que hoje é o DEM, era o partido do Brigadeiro Eduardo Gomes. Comecei com o Eduardo (o brigadeiro) e termino com outro Eduardo” lembrou.

Siqueira afirmou ainda que sua decisão é para fortalecer a chapa.

O portal Tocantins Agora, acabou de conversar por telefone com o ex-deputado federal Eduardo Gomes (SD) que estava em reunião, mas rapidamente disse; “Estou conversando com a coligação e vou esperar um pouco mais para não gerar bochicho, diante desta grande responsabilidade”.

-- Publicidade --

Após o anuncio, o assunto tomou conta das redes sociais; “Um dos maiores políticos do Estado, fez honra à sua história, carreira encerrada em grande estilo, sem ter que sofrer física e mentalmente as dificuldades de uma campanha desta magnitude. Parabéns Siqueira pela sua história e saída honrosa”. Comentou no twitter Publio Borges ex-procurador de Palmas na linha de frente do ex-prefeito de Palmas.

https://twitter.com/BorgesPublio/status/1029868199100248064

Pouco mais depois das 22:00h desta quarta-feira 15, a assessoria de Siqueira Campos soltou uma nota, confira a íntegra;

 

Comunicado

O ex-governador Siqueira Campos (DEM) informa que nesta quarta-feira,15, por volta das 10h, foi internado no hospital Santa Tereza, em Palmas, e diagnosticado com anemia e desidratação.
Ao final da tarde desta quarta-feira, por iniciativa própria, ligou para o editor-chefe do Jornal do Tocantins, jornalista Tião Pinheiro, e comunicou sua decisão de não mais ocupar a cabeça de chapa para o Senado Federal. Não pela sua idade, mas sim por fatos como estes que ocorreram nesta data e que o impediriam de visitar os 139 municípios tocantinenses. De poder abraçar e corresponder com a sua presença, o desejo que o eleitor tem de conduzi-lo ao Senado da República.
Após entendimentos mantidos com a presidente do Democratas, deputada federal Dorinha Seabra, e com seu companheiro de chapa, ex-deputado Eduardo Gomes, Siqueira Campos comunicou que continuará na chapa, mas na condição de primeiro suplente. Podendo assim, quando chamado, continuar contribuindo com o Tocantins.
Siqueira Campos lembrou ainda que seu antepassado Toninho Siqueira Campos e o Brigadeiro Eduardo Gomes fizeram história no famoso episódio dos 18 do forte de Copacabana. E que aos 17 anos, inspirado no Brigado Eduardo Gomes, filiou-se à União Democrática Nacional (UDN), que é o DNA de seu atual partido, o Democratas. “Comecei a minha vida pública com o Brigadeiro Eduardo Gomes e parto para finalizá-la com jovem Eduardo Gomes, meu companheiro de chapa, que desde os seus 17 anos me acompanha na vida pública”, encerrou.