Desde o primeiro momento eu disse com firmeza que jamais seria o suplente do meu pai. Diz Eduardo Siqueira em nota

Publicidade

Publicidade

Após José Wilson Siqueira Campos anunciar, via ligação do hospital onde está internado, ao jornalista Tião Pinheiro do Jornal do Tocantins, de que não concorrerá mais ao pleito para o senado, seu filho e deputado estadual Eduardo Siqueira Campos emitiu uma nota que circula em grupos de whatsapp.

Confira;

 

-- Publicidade --

Caros amigos, desde o 1º momento eu disse com firmeza que jamais seria o suplente do meu pai, não por falta de condições e conhecimento, já que fui senador da república eleito por 74,6% dos tocantinenses, mas por opção de continuar na Assembleia e não permitir que alguém desse uma interpretação maldosa de que pudesse ser uma “jogada” da minha parte. Hoje soube da internação do meu pai cedo pela manhã. Acompanhei o desenrolar das avaliações médicas até que houve o diagnóstico de desidratação e anemia. No final da tarde, por decisão pessoal dele, apoiada por mim e pela família, decidiu meu pai que não gostaria de continuar na cabeça de chapa uma vez que sua saúde vinha apresentando internações e cuidados especiais que o impediriam de visitar os 139 municípios do Estado. “Confio no Eduardo Gomes e entregarei a ele a responsabilidade de conduzir a nossa campanha, comigo na 1ª suplência.” Essa é a verdade dos fatos, essas são as palavras do meu pai. É importante que todos reflitam que antes de ser o nosso velho guerreiro e comandante da nossa luta, ele é o meu pai, o pai amoroso, o avô amado, o filho do seu Pacífico e dona Regina, um nordestino sofrido que ao longo de sua vida nos ensinou a acreditar em Deus, a lutar pelos seus ideais e a amar o Tocantins de forma firme, determinada e incansável. Ele não desistiu, apenas escolheu o lugar que esteja mais compatível com a sua saúde e qualidade de vida. Peço a todos que antes de pensar em votos e na política, pensem na sua saúde e na sua recuperação. Deixo aqui a palavra de agradecimento da família, o pedido de orações e a mais absoluta solidariedade ao companheiro Eduardo Gomes, para o qual hipotecamos a nossa inteira confiança e apoio.

Palmas 15 de Agosto de 2018.

Eduardo Siqueira Campos