Assembleia poderá ter Frente Parlamentar em apoio aos portadores do espectro autista

Publicidade

Publicidade

O deputado Gutierres Torquato (PDT) defendeu veementemente, na tribuna
da Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto), na manhã desta
terça-feira, 7, a criação e atuação de uma Frente Parlamentar em Defesa
da Pessoa Portadora do Espectro Autista. Ele enalteceu o apoio dos
demais deputados à instalação da frente.

“Às vezes não temos parentes autistas, mas a preocupação, se dá em
função do crescimento alarmante a nível mundial dessa deficiência”,
apontou o parlamentar.

O pedetista contou que uma das razões para a criação da Frente seria por
ver as Defensorias Públicas abarrotadas de processos por falta de
atendimentos aos portadores de autismo. “Dessa forma nós, deputados,
teremos que trabalhar incansavelmente para dar melhor qualidade de vida
a essas pessoas”.

Torquato falou da importância do tratamento precoce a todas as crianças
do Estado do Tocantins vítimas do Transtorno do Espectro Autista (TEA),
bem como para todas as pessoas portadoras da necessidade.

Gurupi

O parlamentar destacou sua alegria de ver em Gurupi o trabalho que está
sendo realizado por meio da ecoterapia e na utilização de cavalos e
equipes multidisciplinares. Gutierres disse que a cidade tem quatro
profissionais sendo capacitados em Brasília para oferecer o melhor
atendimento a mais de 120 crianças que atualmente são cuidadas no
município.

“O nosso papel como deputado é criar políticas voltadas para melhorar a
qualidade de vida dessas pessoas. Com a Frente Parlamentar e de
discussões com o Conselho Estadual de Educação possam ser feitas
capacitações de profissionais para o acompanhamento familiar e
psicológico pelo poder público, com isso nós avançaremos muito”,
destacou.

Gutierres defendeu que por intermédio da Frente Parlamentar, a Casa
possa fazer o chamamento da sociedade civil para debater a problemática
do espectro autista.

“Não poderemos deixar de entender que as crianças serão adultas, sempre
coloco que o TEA está em crianças, mas temos vários adultos hoje que são
portadores e precisamos ter o cuidado especial com todos”.

-- Publicidade --

O deputado, ao se referir novamente a Gurupi, apontou avanços no
tratamento das crianças, e segundo ele os depoimentos são emocionantes,
“uma criança que passou parte de sua vida sem se alimentar direito com o
palato comprometido, através do atendimento tem melhorado na
alimentação”, destacou.

“São papéis que esta Casa de Leis assume que dão, além de conforto, a
certeza de que colocaremos o Tocantins como referência”.

Mediante suas colocações, Torquato citou matéria da Secretaria da Saúde
Estadual, mencionando que representante do órgão foi ao Pará a fim de
conhecer um exemplo a ser seguido no tratamento do TEA. Ele disse ter
confiança que o governador Wanderlei irá implantar o mesmo modelo no
Tocantins.

Ao concluir, o parlamentar disse acreditar que a implantação da Frente
deverá propor implantação de bases nos municípios, as quais darão
melhores condições de vida ao público com autismo, e ainda assegurou que
anualmente colocará emenda parlamentar para dar condições melhores para
as pessoas autistas.

Autismo

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um distúrbio do
neurodesenvolvimento caracterizado por desenvolvimento atípico,
manifestações comportamentais, déficits na comunicação e na interação
social, padrões de comportamentos repetitivos e estereotipados, podendo
apresentar um repertório restrito de interesses e atividades.

Sinais de alerta no neurodesenvolvimento da criança podem ser percebidos
nos primeiros meses de vida, sendo o diagnóstico estabelecido por volta
dos 2 a 3 anos de idade. A prevalência é maior no sexo masculino.

***

Elpídio Lopes
Foto: Isis Oliveira