- Publicidade -

Na Cadeia Pública de Colméia, as aulas do segundo semestre letivo de 2018 retornaram na quarta-feira, 15, quando também aconteceu a aula inaugural de mais uma turma do sexto ano na Educação de Jovens e Adultos (EJA). A escola na unidade é uma extensão da Escola Estadual Serra das Cordilheiras, que fica no município, onde três professores são disponibilizados para aulas em turmas do Ensino Fundamental e Médio. A unidade conta com quinze matriculados no EJA.

Todos os alunos da CP de Colméia estão matriculados no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (Encceja Nacional PPL). O acesso à educação para os detentos tornou-se possível via parceria entre a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) e a Secretaria Estadual de Educação, Juventude e Esportes (Seduc), desde janeiro de 2018.

Segundo o chefe da unidade Fernando Oliveira, após a oferta das aulas não se teve mais ocorrência de brigas entre os reeducandos. “A entrada da escola na unidade melhorou a convivência e possibilitou a eles uma nova visão de vida. Aprendendo sobre o respeito com os professores, servidores e demais colegas”, disse Oliveira.

“É com grande compromisso e responsabilidade que nos funcionários da Escola Estadual Serra das Cordilheiras abraçamos esse novo desafio, que permite a inclusão e a ressocialização”, concluiu Angelita Maria de Lima, diretora do Colégio Estadual Serra das Cordilheiras, que coordena a educação na unidade.

Na primeira aula desse semestre os reeducandos também foram desafiados a falar sobre seus anseios para o futuro. No semestre passado a unidade contava com duas turmas. Já esse semestre foi iniciado com três turmas que somam quinze alunos, são turmas do sexto, sétimo e segundo ano do ensino médio.