R$ 7.875 reais por minuto é o que custou o show de Wesley Safadão na Agrotins

Mesmo com o argumento do Ministério Público Estadual do Tocantins de que o dinheiro pago ao cantor Wesley Safadão deveria ser utilizado em áreas mais urgentes como saúde e educação, onde  existem demandas e até decisões judiciais não cumpridas, determinando a instalação de serviços como UTI neonatal e cirurgias cardíacas em recém-nascidos, por exemplo, o governo de Wanderlei Barbosa preferiu ainda assim, pagar ao cantor o valor de mais de meio milhão de reais.

Por apenas 1 hora e 20 minutos de apresentação foram pagos (antecipadamente) o total de R$ 630.000,00 reais. Isto significa que foram R$ 7.875 reais do dinheiro público do contribuinte tocantinense gastos por minuto.

 

AS POLÊMICAS ENVOLVENDO O CANTOR

 

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) apresentou no mês de abril desse ano um recurso contra decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de trancar ação penal contra o cantor Wesley Safadão, a mulher dele, Thyane Dantas e a então assessora do músico, Sabrina Tavares Brandão, no caso de fura-fila da vacina contra covid-19, Safadão foi ainda denunciado por corrupção passiva e peculato.

 

JUSTIÇA JÁ HAVIA CANCELADO SHOW EM OUTRO ESTADO

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) derrubou uma decisão que autorizava o show do cantor Wesley Safadão no município de Vitória do Mearim (MA). O evento foi contratado pela prefeitura e teria despesa de R$ 500.000,00

Em decisão, o ministro Humberto Martins, presidente do STJ, entendeu que o gasto é incompatível com o orçamento do município maranhense.​​​​​​​​​

A contratação do show foi questionada pelo Ministério Público do Maranhão, que ajuizou ação civil pública. Em primeira instância, o evento foi suspenso, mas o município recorreu ao Tribunal de Justiça maranhense, que liberou a apresentação.