- Publicidade -

Após o Hospital Oswaldo Cruz publicar um informativo da inviabilidade de continuar o atendimento pelo Plansaúde, o Estado informou que desconhece os motivos que leva a unidade a emitir a nota pública de descredenciamento sem fazê-lo oficialmente ao plano de saúde estadual.

Conforme o Estado, até que tenhamos o pedido o Hospital seja realizado o oficialmente todos os pacientes internados ou em tratamento devem ser atendidos normalmente até a alta hospitalar.

A gestão estadual ainda agradeceu o trabalho da unidade. Além disso, os usuários não ficarão desassistidos já que outras seis unidades hospitalares reluziam os atendimentos a beneficiários do Plansaúde em Palmas. As unidades credenciadas são Hospital da Unimed, Hospital Santa Thereza, Hospital Medical Center, Instituto Ortopédico de Palmas (IOP), Hospital Cristo Rei e Hospital Monte Sinai.

“Destacamos que o Hospital Santa Tereza, a Unimed e o Hospital Monte Sinai realizam atendimento de urgência e emergência”, diz a nota. Hospital Já no comunicado público do Hospital Oswaldo Cruz, a unidade agradece o Governo do Tocantins pelos anos de parceria, entretanto afirma que diante todas as dificuldades atuais enfrentadas, como tabelas que inviáveis e regulamentos impostos, fica impossível continuar com o serviço, “pois nossa empresa, como unidade de saúde, trabalha prezando a vida do nosso usuário”, diz.

Conforme a unidade hospitalar, a parceria produtiva deve envolver a busca pela reciprocidade e reconhecimento para não sobrecarregar ambas as partes, e além dos agradecimentos, o hospital pede “sinceras desculpas por não mais poder continuar a servi-los”.

Mudanças Já a gestão estadual informou também, em nota, que o Plansaúde está passando por um processo de grande revitalização para melhorar a qualidade da prestação de serviços aos usuários, além de adequar da rede para o equilíbrio econômico financeiro do serviço. “Estamos fazendo um redimensionamento da nossa rede para que possamos fiscalizar e auditar melhor todos os prestadores. Com isso, buscamos qualidade e melhor atendimento para os nossos usuários”, diz a nota.

O Estado também lembra que novos prestadores que estiveram interessados em integrar a rede de assistência poderão se credenciar no novo credenciamento e os documentos poderão ser entregues partir desta segunda-feira, 19.

*(Com informações do Jornal do Tocantins)