Araguaína amplia vacinação da covid-19 para público de 43 a 46 anos

O cronograma de vacinação do município com a primeira dose da vacina para os grupos prioritários da covid-19 foi concluído nesta sexta-feira, 2. Após essa data, a partir das 13 hpras desta segunda-feira, dia 5, o Município irá avançar na vacinação para as pessoas entre 43 a 46 anos, e irá continuar atendendo exclusivamente as faixas etárias, gestantes e puérperas.

De acordo com a diretora de imunização Samilla Braga, a decisão é necessária para a continuidade do avanço da vacinação e foi tomada baseada nos números positivos das pessoas imunizadas. “Já alcançamos a meta da maioria dos grupos prioritários, alguns até ultrapassamos, mas para a continuidade da campanha e oportunizar a vacinação de mais pessoas da faixa etária e, com base nos números de vacinados no município, vamos concluir a vacinação dos grupos prioritários e partir para vacinação exclusiva da faixa etária”.

As doses vão estar disponíveis para a nova faixa etária até o dia 12 de julho, em todas as UBS (unidades básicas de saúde), com exceção das de referência no atendimento da covid-19,  e no Ginásio Poliesportivo Pedro Quaresma, na Via Lago.

Horários de vacinação
As 17 UBS vão atender exclusivamente as pessoas com mais de 43 anos, o horário de atendimento é nas sextas-feiras, das 7h30 às 13 horas e às segundas-feiras das 13 às 18 horas, em razão do Decreto nº 058/21. Os demais dias, o atendimento segue normalmente das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.
No Ginásio Poliesportivo Pedro Quaresma, a vacinação será para a nova faixa etária, gestantes e puérperas, além da aplicação da segunda dose para os grupos prioritários. Nas segundas e sextas-feiras, o horário seguirá o decreto, os outros dias da semana, das 8 às 12 horas e 14 às 17 horas.

Publicidade

Publicidade

Imunização
Até o momento, Araguaína vacinou 79.507 pessoas que fazem parte de grupos prioritários como os trabalhadores da saúde, trabalhadores da educação, caminhoneiros, trabalhadores industriais, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas e entre outros. Dos grupos prioritários, 60.027 receberam a primeira dose e 19.480, a segunda dose.

 

***

Giovanna Hermice
Foto: Marcos Sandes/Ascom