Famosos e políticos lamentam morte de Genival Lacerda, vítima da Covid-19

Famosos, músicos e políticos lamentaram a morte de Genival Lacerda, que morreu, nesta quinta-feira (7/1), aos 89 anos. Lenda do forró, o cantor estava internado desde novembro e não resistiu às complicações da Covid-19.

Após a confirmação da morte do cantor, diversos artistas foram às redes sociais prestar homenagens a Genival. “Essa é a imagem que fica pra mim de Genival Lacerda. Essa dança dele com a mão na barriga me faz lembrar a alegria do Brasil, me conecta muito com meus antepassados e me trás uma sensação boa de felicidade. Que descanse em paz”, lamentou Marcelo D2.

A jornalista Flávia Oliveira lamentou a perda. “Genival Lacerda é mais uma vítima da Covid-19. Que dó. Suas canções, animadíssimas e sempre com duplo sentido, embalavam minhas festas juninas. Honrou Campina Grande (PB)”, escreveu.

Diversos políticos também se manifestaram nas redes sociais e exaltaram a contribuição de Genival Lacerda para a cultura nordestina. “Genival Lacerda foi, e sempre será, um ícone do forró e da cultura nordestina. Construiu uma carreira marcante, amparada no seu carisma, irreverência e bom humor. Sua perda entristece a todos nós. Meus sentimentos a toda a família”, disse a vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos.

“Foi com muita tristeza que recebi a notícia do falecimento de Genival Lacerda, mais um grande ícone da música brasileira que nos deixa vítima da Covid-19. Por diversas vezes, abrilhantou os palcos do Forró Caju. Que vá em paz e Deus conforte toda a família, fãs e amigos!”, afirmou o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira.

O perfil do time de futebol Vitória também lamentou a perda de um dos ícones do forró: “O Esporte Clube Vitória solidariza-se com familiares, amigos e fãs do forrozeiro, um símbolo da cultura nordestina”.

Genival Lacerda morreu nesta quinta-feira (7/1), aos 89 anos, vítima da Covid-19. Ele estava internado desde o dia 30 de novembro, em um hospital em Recife (PE). A informação da morte foi confirmada pelo pelo herdeiro do artista, Genival Lacerda Filho.