- Publicidade -

O projeto “Montagem: espetáculo Tumbeiros”, do coletivo palmense Agulha Cenas, foi contemplado pelo edital de patrocínios do Banco da Amazônia para o ano de 2019. O projeto já se encontra em execução, com ações artísticas e de contrapartida social, e culminará com a estreia do espetáculo “Tumbeiros”, que será apresentado em curta temporada no Teatro Sesc Palmas, nos dias 27, 28 e 29 de junho. As sessões serão sempre às 20 horas, com uma sessão extra, às 17 horas do dia 29.

Como contrapartida social, o processo de montagem se desdobra na oferta de oficinas abertas de corpo, movimento e musicalidade. O Coletivo oferece ainda oficinas gratuitas para os participantes, viabilizadas em parceria com a Universidade Federal do Tocantins.

O projeto contemplado pelo Banco da Amazônia abrange o processo de criação e montagem do espetáculo de dança-teatro “Tumbeiros”, cujo título remete aos navios que transportavam escravos africanos, entre os séculos XVI e XVIII. A temática do trabalho, entretanto, vai além deste contexto histórico específico, evocando vários tipos de amarras sociais.

Espetáculo

De acordo com a diretora artística do espetáculo, a bailarina Renata Oliveira, o projeto visa promover o aperfeiçoamento profissional no setor das artes cênicas e as atividades artísticas com linguagens inovadoras e novas expressões que dialoguem com a cena contemporânea na região da Amazônia Legal, viabilizando um produto cultural com temática relevante que poderá manter-se em circulação nos anos seguintes. “Como já é característico do trabalho do coletivo Agulha Cenas, a proposta estética mescla movimento, textos e canções em uma linha narrativa tênue e lírica”, complementa Renata Oliveira.

Agulha Cenas

Agulha Cenas foi idealizado pela bailarina Renata Oliveira e pelo músico Heitor Oliveira, agregando também o ator Fabrício Ferreira, a bailarina Josely Rocha, a atriz Fátima Salvador e a fotógrafa Flaviana OX. Estabelece parcerias com profissionais e coletivos para crescimento mútuo e concretização de projetos específicos. No ano de 2016, o grupo apresentou seu primeiro espetáculo, No Ciclo Eterno das Mudáveis Coisas, inspirado em textos de Fernando Pessoa e com direção de Juliano Casimiro. O segundo trabalho, Horas Breves, com direção do Sleepwalk Collective estreou em março de 2018. Entre 18 e 25 de outubro de 2018, Agulha Cenas esteve em Vitoria-Gasteiz na Espanha para um Intercâmbio Cultural. O projeto foi organizado por Sleepwalk Collective e Factoria de Fuegos com patrocínio do município de Vitoria-Gasteiz e da Fundación Vital. A programação contou com apresentação do espetáculo Horas Breves, além de oficina, palestra, encontro com artistas locais, intercâmbio gastronômico e acompanhamento de criação cênica com artista.

Ficha técnica

Coreografia e Direção Artística: Renata Oliveira

Composição e Direção Musical: Heitor Oliveira

Textos e Canções: Fátima Salvador

Fotografia e Design Gráfico: Flaviana OX

Figurinos: Vivian Oliveira

Cenário: Vivian Oliveira e André Senna

Iluminação: Lúcio de Miranda

Elenco: Elton Fialho, Fabrício Ferreira, Maria Antônia Dantas e Renata Oliveira