Na secretaria de administração, Júnior Trindade destrava antigo problema dos cemitérios em Dianópolis

O cemitério de Dianópolis passará a contar ainda com processo de licenciamento ambiental, limpeza permanente, funcionários fixos com os devidos EPI's além de abertura de 120 sepulturas só para os próximos 12 meses, atendendo toda legislação de regência.

Publicidade

Publicidade

A secretaria de Administração de Dianópolis, por meio de seu secretário Júnior Trindade procurou o judiciário para resolver definitivamente a questão dos cemitérios da cidade.

 

Após Júnior Trindade procurar o judiciário, o Juiz de Direito Rodrigo Perez Araújo marcou audiência na última sexta-feira, dia 17, com o Ministério Público representado pelo Dr. André Henrique Oliveira Leite o Prefeito José Salomão Jacobina Aires o assessor jurídico Tenner Aires e o Engenheiro Jean Trindade.

 

Na audiência foi firmado o compromisso do município em Termo de Ajuste de Conduta (TAC) a fim de resolver diversas questões para o devido funcionamento.

 

A prefeitura municipal apresentou projeto do cemitério municipal do Setor Bela Vista onde contém uma estrutura física administrativa, copa, banheiros, Capela, velódromo, uma pequena praça, além das questões ambientais como sumidouro e manta necropsia junto às funerárias.

 

O secretário de administração de Dianópolis, Júnior Trindade diz que “o cemitério vai ser gerido de forma organizada, com administrador exclusivo, vai ter uma equipe especializada para sua organização, recebimento de visitas, fechamento de alguns portões, iluminação, equipe de coveiros, fechamento noturno, vigia 24 horas e equipe de limpeza exclusiva”. Trindade reforça ainda que “é um grande ganho para Dianópolis, temos que pensar como cidade de grande porte, Dianópolis e sua comunidade que ganhará com essa organização. Além de respeito aos familiares”. Concluiu o secretário.

 

Por sua vez o prefeito José Salomão disse que é uma questão de solidariedade e respeito aos familiares. “Temos que ter local adequado e organizado. Com esse trabalho apresentado pela secretaria, conseguiremos despreocupar por mais uns 10 a 15 anos, tempo o suficiente para licenciar um cemitério distante da cidade. Queremos resolver o problema, além de organizar o que é obrigação do município”. Pontuou José Salomão.

 

O cemitério de Dianópolis passará a contar ainda com processo de licenciamento ambiental, limpeza permanente, funcionários fixos com os devidos EPI’s além de abertura de 120 sepulturas só para os próximos 12 meses, atendendo toda legislação de regência.

 

O cemitério também terá um levantamento digital da parte antiga, de todos os sepultados e contará ainda com quadras e lotes para inventário.

 

-- Publicidade --

O secretário de administração reforçou que será lançado um edital e chamamento dos familiares para cadastro, e todos os enterros só poderão acontecer com a guia de sepultamento retirada no cartório cível de pessoas naturais.

 

Secretaria de Meio Ambiente, Turismo e Cultura 

(Parágrafo com novas informações atualizado às 20:00 horas)

A SEMATUC, capitaneada pelo Secretário Magno Romão, realizou todo o trabalho de protocolo do licenciamento ambiental. O diretor da pasta que tem a formação em Engenharia, Jean Trindade, apresentou na audiência todos os projetos elaborados para obtenção da licença que passa a ser permanente.

“O Secretário Magno Moura e equipe da SEMATUC têm, e terão participação fundamental de igual trabalho atuando com a Secretaria de Administração”. Ponderou o gestor da secretaria municipal.

 

IMPORTÂNCIA DA CÂMARA MUNICIPAL

O prefeito Salomão e o Secretário Júnior Trindade reiteraram ainda a parceria da Câmara Municipal, que terá importância fundamental na apreciação do projeto de lei para regularização dos cemitérios.

O que parecia ser tão difícil e até impossível, a secretaria de Administração destravou. Agora é executar o acordado com o judiciário.