Professor Júnior Geo apresenta Projeto que institui Política Estadual de Saúde Mental para os agentes da segurança pública do Estado

Publicidade

Publicidade

Atento às demandas dos servidores da Segurança Pública do Estado, o deputado estadual Professor Júnior Geo (PSC) apresentou na Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto), um Projeto de Lei (PL), que institui a Política Estadual de Saúde Mental para os integrantes da Polícia Civil, Polícia Militar, Bombeiros Militares, Polícia Penal, Polícia Científica e Agentes Socioeducativos.

O PL tem como objetivo garantir a prevenção, tratamento e reabilitação dos profissionais da segurança pública, por meio de políticas, estratégias, táticas e culturas organizacionais desenvolvidas pelo Estado que foquem na saúde mental desses servidores.

Geo destaca que a atividade exercida pelos agentes de segurança são essenciais à sociedade. “Precisamos olhar com atenção para os nossos servidores. Eles enfrentam situações de extremo estresse e perigo. Por isso, é necessário promovermos a devida assistência, priorizando a saúde mental, bem-estar e qualidade de vida de todos aqueles que lidam diretamente, garantindo a segurança da população”, afirmou.

Dados

-- Publicidade --

Segundo pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) a exposição ao risco e violência causa nos agentes de segurança, dentre outros complicações, uma forma de estresse que debilita e deprime, levando-os a desenvolver patologias psicossomáticas, fadiga crônica, insônia, pesadelos, hipersensibilidade, sentimento de culpa, problemas que são agravados pela exposição a novos fatos traumáticos.

Conforme estudo publicado no Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2022, em 2021, o número de suicídios de agentes de segurança pública apresentou um aumento de 51,4%, totalizando 121 vítimas em todo Brasil.

 

 

***

Por Isadora Fontes