Governo reforça policiamento no interior do Estado e nomeia mais 60 aprovados no concurso da Polícia Civil

Publicidade

Publicidade

Para garantir a segurança da população tocantinense nos municípios do interior e também com o objetivo de dar celeridade ao processo de convocação dos aprovados do concurso público da Polícia Civil, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), convocou nesta segunda-feira, 28, 60 aprovados no último certame. Fazem parte deste grupo, 22 delegados, 26 escrivães e 12 peritos que vão atuar combatendo à criminalidade nos municípios do interior do Estado. As nomeações já estavam previstas, inclusive na Lei Orçamentária Anual e serão publicadas no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira, 28; já os novos servidores têm até 30 dias para tomar posse.

-- Publicidade --

Segundo o secretário de Estado da SSP, Deusiano Amorim, “todo esse pessoal que foi nomeado hoje vai ser lotado no interior do Tocantins, para reforçar o trabalho nos municípios onde ainda encontramos déficit na segurança da população. Com esse reforço na Polícia Civil, nós vamos garantir a segurança de toda a população tocantinense”, afirmou. Sobre a questão da aparelhagem dos novos servidores, o secretário afirmou que a pasta já dispõe de armamento. “Além do armamento que já dispomos, a Secretaria está em fase final de aquisição de mais armas e munições por meio do Fumpol-TO [Fundo para Modernização da Polícia Civil do Estado do Tocantins]”, informou.

Expectativas

Para o professor universitário, mestre em Direitos Humanos e agora nomeado delegado, Enio Walcacer, a chegada de novos profissionais da segurança nos quadros da SSP vai diminuir os índices de violência registrados no Tocantins. “Não só eu, mas todos os colegas nomeados entendemos que este é um reforço nas prioridades do Governo nas ações da segurança pública”, afirmou.

Já o analista de sistemas e futuro perito criminal, Ronivaldo Veloso Pugas, festeja o fim da espera de mais de quatro anos após ser aprovado. “Estou feliz, porque já estava passando da hora”, afirmou. Quem também comemora a nomeação é a advogada Laís Gomes, que vai assumir o cargo efetivo de escrivã. “A vida da gente deu uma estagnada, porque concluímos todas as etapas do concurso, mas não fomos chamados. Agora, essa expectativa vai se concretizar”, argumentou.