- Publicidade -

O grupo de operadores de turismo da Holanda, que participou do Famtour no Tocantins, visitou nesta quarta-feira, 11, o Parque estadual do Cantão (PEC), em Caseara. O ecoturismo é uma das modalidades mais apreciadas pelos holandeses e o roteiro incluiu navegação pela floresta alagada, observação de pássaros, trilha pelos rios do Coco, Araguaia, lagos e turismo de experiência, que é uma modalidade oferecida aos turistas para que eles possam experimentar o dia a dia dos ribeirinhos.

De acordo com Leonardo Azevedo, da Cctrekking, guia do passeio, o roteiro turístico do Cantão se completa com o do Jalapão, já vivenciado pelos operadores da Holanda. Segundo ele, o roteiro do Jalapão é uma transição do cerrado para a caatinga, e o do Cantão é do cerrado para a Amazônia. “Através dos passeios, e da rota percorrida pelos holandeses no Estado, é possível observar essa integração, pra ter essa sensibilidade do ambiente que está”, explicou.

A região de Caseara tem vocação natural para o ecoturismo. Banhada pelos rios Araguaia, do Coco e mais de 840 lagos que ficam dentro da reserva do Cantão. Segundo Leonardo Azevedo, o roteiro integra atividades esportivas com o turismo de contemplação. Possibilitando a observação de pássaros nativos da região e também animais de grande porte.

O Parque Estadual do Cantão abriga os três biomas: cerrado, pantanal e amazônia. A unidade de conservação ambiental possui 90 mil hectares, conta com mais de 840 lagos e cerca de 600 espécies de animais catalogadas, além de uma rica biodiversidade da fauna e a flora.

Durante o percurso na trilha entre as árvores em mata alagada, os holandeses puderam apreciar jacarés, aves silvestres, cotias, quatis, e a revoada dos gaviões, que é um fenômeno que acontece somente uma vez por ano. Mais de 200 pássaros levantaram voo, descendo a calha do Rio Araguaia em direção à Ilha de Marajó.

Para Martyn Menke, da empresa Jacaré Travel, o Tocantins  tem muito potencial. Ele conta que adorou conhecer a região do Jalapão, mas ficou encantado com a biodiversidade e opções de turismo sustentável do Parque estadual do Cantão. “Eu gosto mais desse tipo de natureza, o Jalapão eu acho lindo, mas aqui no Cantão eu acho mais completo”. Destacou o empresário holandês.

Segundo Martyn Menke, inicialmente, a ideia é vender o destino Jalapão/Cantão. Segundo ele, a visita ao Cantão agrega mais valor ao destino Tocantins.

 

Turismo de Experiência

O ribeirinho Raimundo Nonato de Souza mora às margens do Lago Rico há 23 anos.  A região, próxima à ilha Bananal, fica dentro do Parque Estadual do Cantão e é banhada por Lagos na época da cheia. No local, só é possível chegar de barco, são cerca de 3 horas de navegação partindo de Caseara. O morador destaca que vê o turismo como mais uma fonte de renda é também um incentivo para não trocar a região pela cidade. “É muito importante, porque já é um lado a mais pra gente ter mais conhecimento das coisas, das pessoas, e saber as novidades sobre o que esta acontecendo na cidade, na Capital”, destacou o ribeirinho.

O Famtour (viagem de familiarização) é resultado da participação do Governo do Tocantins na Vakantiebeurs 2018, a principal feira de turismo da Holanda, realizada em janeiro deste ano. A iniciativa contou com a parceria da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), da Embaixada do Brasil na Holanda e da iniciativa privada. O grupo de Holandeses embarca de volta à Holanda nesta quinta-feira,12.