Márlon diz em programa eleitoral que usará critérios técnicos e a ficha limpa para nomear colabores em seu Governo

Publicidade

Publicidade

Um dos pontos mais importantes de um Governo é seu corpo profissional. Pensando nisso, o ex-juiz criador da Lei da Ficha Limpa, candidato ao Governo do Estado, Márlon Reis, afirma que usará critérios exclusivamente técnicos para compor o quadro funcional da administração pública do Estado.

O posicionamento foi colocado por Márlon durante propaganda eleitoral obrigatória, veiculada no início da tarde desta segunda-feira (3). “Eu quero dizer que serão utilizados critérios técnicos. O que significa que as pessoas têm que ter competência para exercer os cargos, efetivamente”, garantiu.

-- Publicidade --

Outro ponto mencionado por Márlon, que será uma de suas posturas no comando do Governo, é a valorização de pessoas que tenham identidade com o Tocantins. “Nós não vamos trazer pessoas de fora. Nós vamos colocar no governo pessoas que têm profunda identidade com o Tocantins, que conhecem muito o Estado”, afirmou.

Ainda sobre os critérios de admissão de colaboradores no Governo está ainda a Lei da Ficha Limpa. “Eu não posso abrir mão da Ficha Limpa. Os critérios da Lei da Ficha Limpa serão utilizados para impedir que haja a participação de pessoas condenadas ou de pessoas com problemas graves no seu passado”, reforçou Márlon, que é o criador da Lei da Ficha Limpa, um dos maiores instrumentos de combate à corrupção no Brasil.

Para Márlon, a eficiência de um governo está no planejamento, no enxugamento da máquina e principalmente na escolha de pessoas sérias e comprometidas com o trabalho. “Isso é fundamental para que possamos dar maior eficiência ao Governo e celeridade nas ações da gestão pública”, explicou Márlon.