- Publicidade -

Com o intuito de proteger crianças e adolescentes do Estado do Tocantins da exploração e abuso sexual, do trabalho infantil e da exposição ao consumo de álcool, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da Gerência de Promoção dos Direitos da Crianças e do Adolescente, reuniu-se na manhã desta terça-feira, 18, com a Rede de Proteção para articular ações que efetivem à garantia dos direitos de crianças e adolescentes durante a realização da ExpoPalmas.

O gerente de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente da Seciju, Robson Silva, afirma que a Rede de Proteção está em diálogo contínuo, elaborando ações efetivas que importem diretamente na vida das crianças e adolescentes tocantinenses. “Nós da Seciju temos a preocupação de trabalharmos ações articuladas com o objetivo de fortalecer a Rede e assim proteger nossas crianças e adolescentes”.

Além da Seciju, a Rede de Proteção é formada pelo Conselho Estadual da Criança e do Adolescente do Estado do Tocantins (CEDCA/TO), Secretaria do Trabalho e Assistência Social (Setas), o Conselho Tutelar do Município de Palmas e o Fórum de Erradicação do Trabalho Infantil que no dia 21 juntos irão realizar ações de orientação e sensibilização do público da ExpoPalmas, além de distribuição de material informativo sobre os direitos da criança e do adolescente.

Ações semelhantes foram realizadas nas festas agropecuárias de Gurupi e Miranorte e fazem parte do Plano Decenal dos Direitos Humanos da Criança e do Adolescente 2016-2026. A Rede de Proteção está trabalhando para levar a campanha para outros municípios tocantinenses.